Campo Grande irá construir 192 apartamentos populares; saiba quem tem direito

Empreendimento será para famílias com renda mensal a partir de R$ 2 mil
| 11/07/2022
- 16:11
Campo Grande irá construir 192 apartamentos populares; saiba quem tem direito
Ilustrativa (Foto: Divulgação / Prefeitura de Campo Grande)

A Prefeitura de Campo Grande conseguiu viabilizar a construção de mais 192 apartamentos no Bairro Tiradentes. O Residencial Brasil atenderá a faixa intermediária do Programa Casa Verde e Amarela, direcionado à população com renda familiar entre R$ 2.000 e R$ 4.685. Serão investidos mais de R$ 35 milhões, recurso financiado pela Caixa Econômica Federal.

O município deu como contrapartida a área localizada na Avenida Marquês de Pombal, onde serão construídos apartamentos com sacada e espaços de uso comunitário com piscina, pista de caminhada, academia de ginástica ao ar livre, redário, além de área destinado ao plantio de frutas.

O projeto arquitetônico do condomínio será desenvolvido pelo Conssol (Sistema Integrado de Economia Solidária), Organização da Sociedade Civil de Interesse Público e passará por avaliação da Caixa Econômica. Após a sua aprovação, a Amhasf (Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários) vai abrir as sendo os contemplados com os apartamentos escolhidos por sorteio público.

A Conssol, que é habilitada junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional, foi escolhida por chamamento público aberto pela Prefeitura. Nesta segunda-feira (11) foi publicado no Diário Oficial o extrato do termo de cooperação com a Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários.

Para a diretora-presidente da Amhasf, Maria Helena Bughi, o empreendimento vai auxiliar famílias que não se enquadram na faixa 1 (renda mensal de até 2 mil reais), e não conseguem contratar o financiamento da casa própria porque não tem dinheiro da entrada, que corresponde até 30% do financiamento.

“Com a doação do terreno pela Prefeitura, este valor será abatido na entrada do imóvel e vai beneficiar os novos moradores. Assim não haverá a necessidade de pagar entradas de 30, 40 ou até 50 mil reais de imediato”, revelou a diretora-presidente da Amhasf.

Além do Residencial Brasil, a Prefeitura já tem aprovada a construção de mais 4 condomínios populares localizados nos bairros Nova Bahia, Jardim Antártica, Costa Verde e Paulo Coelho, com 504 apartamentos.

Seleção das famílias

Segundo o presidente da Conssol, Auro Silva, como será um empreendimento financiado com recursos do FGTS, os apartamentos serão destinados a beneficiários que possuem renda mensal entre R$ 2.000 e R$ 4.685. A entidade também solicitará o suporte e estrutura da Amhasf para promover a seleção da demanda dos futuros beneficiários. “Em parceria com a Amhasf, vamos realizar a triagem e seleção dos contemplados por meio do sorteio público”, finalizou.

Veja também

No total, há 34,01 milhões de casos e 679.996 óbitos pela doença

Últimas notícias