Perdeu ou jubilou matrícula na UFMS? Saiba como 'salvar' graduação com edital de reingresso

Reingresso utiliza vagas ociosas deixadas por estudantes que abandonaram os cursos
| 10/03/2022
- 21:47
Imagem ilustrativa
Foto: Divulgação

Para reduzir o número de vagas não preenchidas na (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), o edital de reingresso vêm para 'salvar' aqueles que perderam a matrícula ou jubilaram - cancelamento e a cessação total do vínculo do aluno com a universidade. 

Esse edital aparece justamente para que o estudante não perca o aproveitamento e precise passar pelo processo de matrícula (vestibular, ingresso) novamente. A perda do vínculo acontece quando o aluno ultrapassa o prazo máximo para concluir o curso Superior. 

Acadêmica da UFMS que jubilou pode ter uma nova chance com o reingresso. "Eu passei por muitas dificuldades nos últimos 4 anos: 3 internações, tentativas de suicídio, 2 medidas protetivas por tentativa de homicídio. Mesmo assim tentei terminar minha graduação e fiz todas matérias, estágio e TCC, mas não fiz o Enade [Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes], então esse semestre descobri que eu jubilei", relatou ela no Segredos UFMS

Reingresso

O processo seletivo de Reingresso geralmente acontece junto com o de Movimentação Interna - Ambos visam preencher vagas ociosas nos cursos de graduação da UFMS. O preenchimento das vagas acontece respeitando a ordem de preferência abaixo:

  • 1º – Reingresso – Destinado a acadêmicos excluídos por desistência, jubilamento ou solicitação do aluno;
  • 2º – Movimentação Interna – Classe I – Movimentação entre cursos de mesmo nome (homônimos), que são oferecidos em unidades ou turnos diferentes;
  • 3º – Movimentação Interna – Classe II – Movimentação para curso homônimo ao de origem, porém, de modalidade diferente (bacharelado ou licenciatura); e,
  • 4º – Movimentação Interna – Classe III – Movimentação de um curso para outro na UFMS, desde que os cursos sejam da mesma grande área de conhecimento.

Este processo seletivo não possui taxa de inscrição e não possui provas. De acordo com a categoria de inscrição, o candidato será classificado por critérios específicos.

Os candidatos inscritos para reingresso que tiverem suas inscrições deferidas serão classificados através do critério de maior percentual de carga horária cursada com aprovação, antes de sua exclusão. O edital para ingresso no semestre 2022-2 deve ser publicado entre maio e julho.

Como participar?

Este processo ocorre duas vezes ao ano, sendo regido por editais específicos. “As vagas ofertadas no edital de reingresso e movimentação interna são vagas deixadas por estudantes que evadiram dos cursos. Semestralmente, verificamos a quantidade de vagas e ofertamos neste edital. Por meio dele, o estudante que evadiu do curso tem a oportunidade de reingressar novamente e dar continuidade ao seu estudo”, explica o pró-reitor de Graduação, Cristiano Costa Argemon Vieira.

O objetivo é atingir a capacidade total de cada curso. Portanto, as vagas remanescentes deste edital são destinadas para a transferência de estudantes de outras instituições de e o ingresso de estrangeiros portadores de visto de refugiado, humanitário ou reunião familiar; e de portadores de diplomas.

Veja também

O deputado federal Dagoberto Nogueira (PSDB) informou nas redes sociais em relação ao falecimento de...

Últimas notícias