De novo: pacientes amanhecem na fila e reclamam de falta de senhas em postos de saúde

Para conseguir fazer a testagem, moradores chegam às unidades horas antes do início do atendimento
| 20/01/2022
- 12:11
De novo: pacientes amanhecem na fila e reclamam de falta de senhas em postos de saúde
(Foto: Marcos Erminio)

O início da testagem covid-19 nas Unidades Básicas de Saúde de Campo Grande inicia às 7h30 diariamente, porém, mesmo quem madruga na fila para conseguir o teste reclama da falta de senhas e fim dos exames antes do previsto, por conta do número de pessoas que procura o atendimento.

Camila Ribeiro da Silva chegou às 5h30 da manhã no Centro de Testagem, localizado na Rua Barão do Rio Branco. A filha está internada na Santa Casa, ela apresentou sintomas de doenças respiratórias e por ser acompanhante da menina, precisa do teste para retornar a visitação no ou deixá-la em isolamento.

"A fila dobra a esquina, não tem distanciamento, chamam poucas pessoas por vez. Eu estou com sintomas e minha filha não pode pegar nenhum vírus", disse.

A situação se assemelha na UBS do Jardim Noroeste, um paciente, que preferiu não se identificar, disse que, embora tenha chegado cedo, é o último da fila. Logo às 7h, a unidade estava lotada.

[Colocar ALT]
(Foto: Leitor Midiamax)

"Quarenta minutos depois do que deveria começar e nem abriu a porta para fazer o teste ainda, agora me falaram que já acabou a testagem, sendo que não distribuíram senha e nem abriram. Estamos todos no sol, mulheres, crianças e idosos", reclama.

Em vista do número de reclamação na semana, a (Secretaria Municipal de Saúde) informou em nota ontem (19) que o número de atendimentos é feito de acordo com a capacidade operacional de cada unidade.

"Pelo fato da demanda ser espontânea, ou seja, sem a necessidade de agendamento, é necessário limitar o número de atendimentos para que seja possível atender a todos dentro do período de funcionamento de cada local. Cabe esclarecer ainda que é necessário seguir todo um protocolo que envolve desde o acolhimento à triagem do paciente, até efetivamente a coleta do teste", comunica.

A secretaria também ressaltou que estão sendo realizados mais de 1,5 mil testes por dia nas unidades de saúde da Capital. "O município conta com 72 unidades para realização do teste, além do Centro de Testagem na região central, que tem realizado uma média de 500 a 600 testes por dia".

Veja também

Hélio Peluffo (PSDB) divulgou nota nesta quinta sobre ataque ao prefeito de Pedro Juan Caballero

Últimas notícias