Paciente com Parkinson realiza 1ª cirurgia de tratamento de 2022 e melhora é percebida instantaneamente

Tratamento do Parkinson por meio da cirurgia é feito em conjunto com medicações
| 13/05/2022
- 14:45
cirurgia parkinson santa casa
1ª cirurgia de Parkinson da Santa Casa em 2022 (Foto: Divulgação/Santa Casa)

A primeira neurocirurgia de 2022 para tratamento de Parkinson na Santa Casa de Campo Grande, de uma paciente que sofre da doença há seis anos, ocorreu no começo deste mês de maio e foi realizada pelo especialista, Dr. Newton Moreira, com a presença da equipe do Serviço de Neurocirurgia do hospital.

De acordo com o cirurgião, o procedimento ocorreu sem intercorrências. “Por ser com o paciente desperto, já se observa uma melhora substancial dos movimentos ainda no intra-operatório, tanto pelo efeito insercional do eletrodo ao chegar no alvo cirúrgico, quanto pela estimulação quando o eletrodo é ligado”, explica o médico.

A técnica de Estimulação Cerebral Profunda, ou DBS (Deep Brain Stimulation) em inglês, é usada para reduzir os principais sintomas da doença de Parkinson, que são a lentidão nos movimentos, a rigidez e principalmente os tremores.

O procedimento é feito em conjunto com algumas medicações e pode ser reversível e ajustável, além de considerado efetivo.

Reduzir os efeitos do Parkinson

Para o neurocirurgião, o perfil da paciente foi decisivo no resultado do procedimento. “A forma rígido-acinética apresentada pela paciente é aquela onde o tremor não é o sintoma mais evidente, mas sim a rigidez e bradicinesia, a lentidão dos movimentos e no caminhar”, complementa o neurocirurgião.

Nos principais benefícios da Deep Brain Stimulation estão a melhora da qualidade de vida dos pacientes com Parkinson, o impacto minimizado dos sintomas da doença, a diminuição da medicação, o aumento do tempo do efeito dos medicamentos e a melhora dos principais sintomas, que são os tremores, a rigidez e o excesso de movimentos involuntários (discinesias).

“A população precisa saber que, apesar de ser um procedimento relativamente se tratando de neurocirurgia, desenvolvido na nos anos 90, é uma terapia disponível em Campo Grande há alguns anos, sendo a Santa Casa CG referência no Estado nesse tipo de cirurgia neurológica”, ressalta.

“Até hoje, mesmo com vários procedimentos já realizados, ainda me traz emoção vendo a melhora imediata dos sintomas principais”, finaliza.

Veja também

Conselho de farmácia orienta população a pedir 2ª opção e não fazer estoque em casa

Últimas notícias