Mercado em expansão: humor tem ganhado espaço e Campo Grande entrou na rota até de artistas nacionais

Criação de espaços próprios e a inclusão de artistas regionais nos teatros são alguns avanços
| 26/02/2022
- 12:15
Mercado em expansão: humor tem ganhado espaço e Campo Grande entrou na rota até de artistas nacionais
Foto: Reprodução

O riso se mostrou uma válvula de escape durante os últimos anos padêmicos. Enquanto a vivência era sofrida e reclusa, o ajudava a contagiar e esquecer a tristeza de um dia com tanta informações ruim. Neste sábado (26), é comemorado o Dia do Comediante - profissional que diverte e envolve pela alegria. 

Esse mercado tem crescido em Campo Grande nos últimos tempos e aberto espaço para os profissinais da região - inclusive entrou na rota de artistas nacionais, que têm vindo para a Capital sul-mato-grossense com mais frenquência. 

Para o comediante Fred Oshiro, de 35 anos, o perfil do campo-grandense tem mudado e permitido a expansão do mercado na cidade. "Quando a gente começou aqui, a gente tinha que explicar o que era o stand-up, acontecia muito da pessoa não estar naquele lugar para ver o stand-up. Isso vem mudando com o tempo, as pessoas já sabem o que é o stand-up, sabem que é engraçado e que vão se divertir", disse ele ao Jornal Midiamax.

O mesmo percebeu o artista Júnior Manica, de 29 anos, que também vê esse espaço se abrindo nos teatros. "O máximo que conseguíamos antes era participar de aberturas dos comediantes nacionais. O que para autocrescimento e desenvolvimento do nosso trabalho é ótimo, mas não tinhamos espaço para nós, afinal, a platéia vai para ver o show do artista e não o show de abertura", opinou. 

dia do comediante - Mercado em expansão: humor tem ganhado espaço e Campo Grande entrou na rota até de artistas nacionais
Júnior e Fred têm ajudado no desenvolvimento do cenário da Capital (Foto: Reprodução)

 

Apoio 

Para fazer esse mercado crescer, os artistas contaram com o apoio dos locais que abriam espaço e deram oportunidades - essas conquistadas com muita garra. "Resolvemos criar um projeto e levar o humor para os estabelecimentos que consumiam música. Então criamos o Quase Happy Hour, e conseguimos vários apoiadores nesse mercado após muita insistência", contou Manica, um dos idealizadores do projeto. 

Segundo o profissional, que ingressou no ramo em 2019, o primeiro a abraçar a causa foi o Vera's Bar. "Aí consequentemente outros estabelecimentos entenderam que realmente poderia ser um diferencial aqui para nossa cidade", completou. 

Confira um trecho de um show do Júnior:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Junior Manica (@ojuniormanica)

 

"Após muito esforço da galera, que tá dando a cara a tapa e se lançando por conta própria, alguns espaços já estão se rendendo a nova experiência, que até então eram só cantores ou duplas sertanejas", contou o comediante. 

Rota de artistas nacionais 

Com essa mudança de comportamento dos moradores de Campo Grande, artistas nacionais começaram trazer seus shows com mais frequência. Whinderson Nunes (que faz show em março), Nando Viana, Léo Lins e Tirulipa são alguns dos exemplos. Até a comediante 'gringa' Lea Maria Jahn fez uma visita à Capital do Estado.

"Aqui tem muito campo. Vem comediante de fora que faz duas ou três sessões. Campo Grande está virando um cenário. Eles gostam de vir aqui para fazer show. Eles sabem aqui a platéia é boa, compram a ideia e se diverter", disse Fred, que acompanha esse mercado desde 2008, quando entrou para o humor. 

Comedy na garagem 

Durante a pandemia, Fred fez a própria oportunidade e criou um espaço próprio para a comédia, que tem feito sucesso durante esses 5 meses de criação. "As pessoas estão pagando para vir aqui e assistir a gente, que ninguém é famoso. Você vê que as pessoas gostam mesmo, estão se divertindo, estão gostando. Por isso que eu digo que Campo Grande tem campo", contou ele, que já foi finalista do risadaria - festival de stan-up. 

Confira um trecho de um show do Fred:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Fred Oshiro (@fredoshiro)

 

No espaço, nomeado de Cegê Comedy, o artista montou um pequeno palco, reformou as paredes e abriu um bar. O valor da entrada é de R$ 8 e é preciso fazer reserva antecipada para os shows, que acontecem geralmente aos sábados. Excepcionalmente nesta segunda-feira de (28), o Cegê irá ter uma sessão, a Cegê Folia Comedy, às 21h. Para conseguir fazer a reserva, os interessados podem entrar em contato com o (67) 98146-5462. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Junior Manica (@ojuniormanica)

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Fred Oshiro (@fredoshiro)

 

Veja também

Regiões norte e Bolsão devem liderar as altas de temperatura, que devem ultrapassar os 29°C na maior parte de MS

Últimas notícias