Janeiro registrou 75% de chuvas abaixo do esperado em MS, aponta Cemtec

Em Campo Grande, o esperado também ficou abaixo na média histórica
| 01/02/2022
- 17:52
Mesmo com as chuvas intensas nessa semana
Mesmo com as chuvas intensas nessa semana, monitoramento aponta menos chuvas. - (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

O mês de janeiro em registrou chuvas abaixo do esperado na média história. Segundo o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), os valores ficaram menos de 75% em grande parte dos municípios, principalmente na região pantaneira, centro-sul, centro-norte e sudeste do Estado.

O acumulado de chuvas variou entre 0 a 150 mm, o fenômeno teve influência da atuação de uma massa de ar seco e quente, o que gera um bloqueio atmosférico. Por outro lado, cidades da região leste foram atingidas com chuvas acima da média climática, com acumulado de chuva de 150 a 300 mm, devido à passagem de perturbações atmosféricas, aliado ao transporte de umidade e aquecimento diurno.

Durante o mês, nove municípios apresentaram chuvas acima de 100 mm, entretanto, outros registraram chuvas abaixo de 50 mm. No ranking de cidades com maior precipitação acumulada está Água Clara, Santa Rita do Pardo, Paranaíba, Ribas do Rio Pardo, Pedro Gomes, Camapuã, Campo Grande, Nova Alvorada do Sul, Bandeirantes, Laguna Carapã e Sidrolândia.

Já no prognóstico da precipitação para o trimestre Fevereiro-Março-Abril, o Cemtec prevê que na média climatológica para o trimestre as chuvas variam entre 200 a 400 mm no Estado. A previsão indica que as chuvas ficarão dentro ou ligeiramente abaixo da média climatológica, em grande parte do Estado, com destaque para a região do extremo sul que pode ficar ligeiramente abaixo da média histórica.

“Esta previsão, também, se deve à atuação da La Niña, que é um fenômeno oceânico-atmosférico de resfriamento das águas do Pacífico, e por consequência, gera mudanças nos padrões de precipitação”, informa.

Chuva em Campo Grande

Segundo o meteorologista Natálio Abrãao, apesar das últimas semanas registrarem o acúmulo de 109,5 mm de chuva, também choveu abaixo do esperado para Campo Grande no mês de janeiro.

No mapa de chuvas, a estação do Jardim Paraná registrou 207,8 mm, Santa Luzia com 127,6 mm, Carandá Bosque 143,1 e no 116,6.

Veja também

Últimas notícias