'Ele chegou ao limite', diz familiar de criança que ligou para polícia após mãe ir ao bar

Garoto foi deixado em casa com os irmãos de 11, 9 e 3 anos, enquanto a mãe foi para um bar
| 07/02/2022
- 14:00
Criança de 13 anos teria ficado responsável pelos irmãos.
Criança de 13 anos teria ficado responsável pelos irmãos. - (Foto: Ilustrativa)

Uma familiar, que preferiu não se identificar, do menino de 13 anos, que ligou para a polícia após a mãe abandoná-lo em casa junto aos irmãos para ir a um bar, no bairro Residencial Oliveira, em Campo Grande, disse que a família se desestruturou após a morte do pai e a criança teria “chegado ao limite” com a rotina.

Segundo ela, o pai das crianças tirou a própria vida no do ano passado, por problemas financeiros e pessoais. A morte teria causado grande luto na família, o que poderia ter sido motivo para as saídas da mulher ao bar.

“Eles vêm sofrendo bastante depois da morte do pai e agora com a mãe, que até parece que enlouqueceu, deixando para um menino a obrigação de cuidar [dos irmãos]”, disse.

Ela conta que os avós moram próximos, mas são idosos e enfrentam doenças, o que não facilita cuidar as crianças. “O avô tem câncer, não podem cuidar todo dia. Ele chegou no limite, porque sempre se responsabiliza pelos menores quando ela sai, ela sai sem avisar. Por causa da repercussão no bairro, ela nem chegou em casa ainda”.

O menino ligou para a polícia por volta das 3h da madrugada de domingo (6). Quando os militares chegaram à residência, as crianças estavam sozinhas. Ele contou que resolveu pedir ajuda depois de ter ido até o bar onde a mãe costumava beber e não encontrá-la.

Ele ainda contou que frequentemente a mãe os deixa sozinhos para ir beber no bar com pessoas desconhecidas. Os policiais foram até o estabelecimento na tentativa de encontrar a mulher, mas o bar já estava fechado.

Foi feito contato com a avó das crianças, já que a mãe não havia levado celular e estava incomunicável. A avó buscou os netos na casa da filha, e o caso foi registrado como abandono de incapaz.

Veja também

Benefício de R$ 53 é pago a 5,68 milhões de famílias

Últimas notícias