Campo Grande irá ganhar mais uma unidade de Atenção Primária, a 74ª unidade básica e de saúde da família. Retomada após sete anos parada, a obra da unidade de saúde da família (USF) do Bairro Presidente está em fase final e deve ser entregue nos próximos 30 dias. Em funcionamento, a unidade vai beneficiar mais de 12 mil pessoas da Mata do Segredo e região.

A obra da unidade faz parte do programa do Requalifica UBS e foi iniciada em 2012, sendo paralisada em 2015. Em razão de entraves contratuais houve a necessidade da abertura de um novo processo licitatório, o que fez com que a execução pudesse ser retomada neste ano.

Conforme o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho, a unidade deve funcionar com três equipes de saúde da família, que é composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, administrativos, agentes de saúde, dentistas, entre outros profissionais.

“Além de assegurar a assistência a toda a comunidade, o funcionamento desta unidade deve contribuir para desafogar as que ficam no entorno que acabam tendo que absorver a demanda daquela área de abrangência. Desta forma, há um impacto muito positivo na qualidade do serviço e do atendimento a mais de 12 mil pessoas da região”, diz.

Ele destaca ainda que a entrega da unidade de saúde do faz parte do compromisso da gestão com a população campo-grandense, sendo a 11ª e penúltima obra inacabada que será entregue.

“Até 2024 iremos entregar a última obra que estava parada, no Jardim Perdizes. Será a décima segunda entregue pela gestão, assim garantindo um serviço de melhor qualidade e mais digno para a nossa população”, diz.

Nos últimos cinco anos, dez novas unidades de saúde, além de três clínicas da família, foram inauguradas em Campo Grande, ampliando assim o acesso e levando assistência de qualidade a mais de 150 mil pessoas das sete regiões urbanas da cidade. São obras esperadas há mais de 30 anos pela população.

A cobertura de estratégia de saúde foi ampliada de 35% para 75%, saindo da última para a quinta posição entre as capitais. Além da estruturação da rede, com a inauguração de novas unidades, convocação de mais de 1,4 mil novos profissionais aprovados em concurso e o incremento das equipes e das residências multiprofissional e médica em saúde da família foram fundamentais neste processo.

A expectativa é de que nos próximos anos seja possível iniciar novos projetos, incluindo a construção de duas novas unidades, nos bairros Jockey Clube e Nova Esperança. O cronograma da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) prevê ainda obra de reforma e ampliação em mais de 20 unidades, incluindo as UPAs e o Centro de Especialidades Médicas (CEM).