Cerca é construída em volta da Penitenciária em Três Lagoas para evitar arremesso de drogas

Com a construção, os arremessos praticamente foram zerados
| 13/02/2022
- 13:08
Cerca construída em volta de presídio em Três Lagoas
Cerca construída em volta de presídio em Três Lagoas - Subcom, Divulgação

Uma cerca perimetral de 750 metros de extensão foi construída para evitar aproximação de pessoas aliciadas pelo crime organizado para arremessar materiais proibidos, na Penitenciária de Segurança Média, de Três Lagoas.

A cerca é para evitar o arremesso de drogas, celulares e objetos ilícitos para o lado de dentro da unidade penal. A cerca foi construída com palanques de eucalipto tratado e arame farpado, com o distanciamento de 15 cm entre os fios, com uma altura de 1,80 metros.

Conforme o diretor, Raul Augusto Aparecido Sá Ramalho, com a construção, fica impossível a passagem de uma pessoa por entre os fios. Os palanques  foram pintados de branco, e instaladas placas de advertência, alertando sobre o perigo de aproximação e permanência no local.

Segundo o diretor, com a cerca, já foi notada uma redução muito significativa nos arremessos de drogas. “Antes da construção da cerca, por exemplo, somente no ano de 2020, conseguimos apreender um total de 24,5 kg de substância análoga à maconha, e mais de uma dezena de celulares, os quais foram arremessados e recolhidos no pátio pela equipe de segurança”, enfatiza.

Ainda conforme o dirigente, os arremessos praticamente foram zerados. "Foram três tentativas infrutíferas de arremessos, mas, por conta do aumento significativo da distância, os objetos não chegaram aos pavilhões", disse.

A penitenciária de Três Lagoas está localizada na zona rural do município, numa área de floresta natural em todo o seu entorno, daí então a necessidade da construção da cerca perimetral para evitar a aproximação de pessoas na muralha de segurança.

Com assessoria

Veja também

A taxa de desemprego no Brasil chegou a 9,4% em abril deste ano, o menor...

Últimas notícias