A motociata e carreata organizadas por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) deixaram o trânsito lento e fecharam a principal Avenida de , na tarde desta quarta-feira (7), feriado de Independência do Brasil.

Quem precisou pegar a Avenida Afonso Pena ou passar pelo Centro, precisou esperar ou fugir da rota do evento, que vai até o CMO (Comando Militar do Oeste). Elaine Almeida, de 42 anos, enfrentou dificuldade para estacionar o carro.

Motociata de 7 de Setembro (Foto: Nathalia Alcântara/ Jornal Midiamax)

“Saí de casa às 14h como de costume e só consegui estacionar às 15h30. Um trajeto de 20 minutos virou 1h30”, disse ela ao Jornal Midiamax. Os apoiadores que estava de moto e bicicleta se reuniram no Yoted, enquanto os que estavam de carro na Via Park. Um grupo que estava a pé está em frente ao Bioparque Pantanal.

Durante o trajeto, apoiadores fazem um buzinaço, com carros e motos, que pode ser ouvido de longe. Entre os participantes, estão desde carros conversíveis até os mais populares, como o Fiat Uno. Entre as motos, uma Harley Davidson até as de baixa cilindradas.

Participantes estampar a bandeira do Brasil (Foto: Jornal Midiamax)

No evento Pró-Bolsonaro, são empenhadas 4 viaturas, 1 e 12 guardas no apoio. Uma viatura da e a (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) acompanharam o início da movimentação, assim como a cavalaria da PM.

Durante o trajeto, motos do Choque acompanham a manifestação, junto com um helicóptero da PM sobrevoa o centro de Campo Grande.

Helicóptero sobrevoa o centro de Campo Grande (Foto: Nathalia Alcântara/ Jornal Midiamax)

*Colaborou Ranziel Oliveira