Com o fim da greve dos professores nesta quinta-feira (8), um novo calendário para a reposição de aula deverá ser definido pela (Secretaria Municipal de ). A ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública) enviará documento ao Município para que datas sejam discutidas.

Conforme o presidente do sindicato, Lucílio Nobre, um ofício à Semed em carácter de urgência para que as reposições possam ser discutidas. “Tem que ser em comum acordo, não é uma prerrogativa nossa. Vamos solicitar a reunião para ajustar essas reposições sem que haja prejuízo ao calendário do aluno”, disse à reportagem.

A Semed havia definido um calendário de reposição com base no encerramento da greve no dia 9 de dezembro, sexta-feira. Porém, com a decisão da categoria de encerrar o movimento um dia antes, o calendário sofrerá alterações.

Fim da greve

Após rodada de discussões e votação na sede da ACP, professores da rede municipal de ensino decidiram pelo fim da greve a partir de sexta-feira (9). Desde sexta-feira (2), parte dos professores deixou de trabalhar como maneira de reivindicar reajuste salarial de 10%, índice retroativo que está previsto em lei. 

Na quinta-feira (8), os profissionais da educação continuam sem trabalhar com cronograma de atividades durante todo o dia. Se forem recebidos pela prefeita na tarde de hoje, retornarão à sede do sindicato na manhã de quinta-feira, para apreciar eventual nova proposta do Município. Caso não consigam um novo encontro com Prefeitura, participarão da sessão na Câmara Municipal. 

Já na tarde de quinta-feira, os professores farão ação e panfletagem nas escolas durante votação para definir os novos diretores das unidades. 

Pelo que ficou definido na assembleia de hoje, em tese, as aulas retornariam na sexta-feira (9), no entanto, por causa do jogo do Brasil na do Mundo, o dia será considerado ponto facultativo, com dispensa dos estudantes.

Na segunda-feira (12), os professores voltam a se reunir novamente para deliberar sobre a continuidade ou não da greve.