O campo-grandense ainda não superou o fim dos na Morada dos Baís, mas o Sesc MS tem outros planos de investimento para o centro de , que envolvem cultura, e gastronomia. Ainda em 2022 prevê a inauguração do Sesc Centro, com um restaurante para atender os trabalhadores do comércio da região central.

O espaço estará localizado na rua Dom Aquino entre as ruas 13 de maio e a Rui Barbosa e a previsão é de inaugurar na primeira semana de dezembro de 2022. O restaurante oferece alimentação em modelo self-service, com cardápio equilibrado e preço acessível para comerciários.

“O restaurante Sabor e Arte na Afonso estava ficando pequeno e entendemos que precisamos estar no centro, atender os trabalhadores da região, por isso vamos inaugurar esse restaurante na época de maior movimento no centro”, explica a diretora regional do Sesc MS, Regina Ferro.

No restaurante localizado no Sesc Camillo Boni, a capacidade atual é para 600 refeições por dia, mas atualmente são servidas 800, devido à demanda de clientes. O valor do almoço é de R$ 3,99 a cada 100 gramas para comerciários. E marmitex de 500 gramas a partir de R$ 17,90, com entrega via iFood.

Regina Ferro explica que todo o lixo do restaurante tem destinação correta, sendo que o orgânico vai para a composteira e vira adubo para as hortas comunitárias da Capital, e o reciclável vai para logística reversa. As refeições que sobram são doadas para uma instituição que atende imigrantes. O novo restaurante terá os mesmos moldes.

Palco permite várias apreentações.
Espaço terá multiconfiguracional. (Foto: Divulgação Sesc MS)

Espaço cultural no antigo Cine Campo Grande

O espaço que abrigou o Cine Campo Grande, na rua 15 de novembro, dará vida a um teatro multiconfiguracional, capaz de abrigar espetáculos teatrais, de , dança e cinema. A capacidade será para cerca de 200 pessoas.

O novo espaço ainda vai abrigar uma biblioteca com ambiente para leitura, salas com acústica para realização de aulas de música e coral, bem como, um hall disponível para viabilização de eventos e uma cafeteria a fim de atender o público visitante.

“O projeto é ter um lugar acessível a todos, onde diferentes linguagens culturais possam ser expressas. Um espaço simples e acolhedor de toda a população e a classe artística. Em um palco que é possível exercitar todas as linguagens, como teatro, música, dança”, afirma Regina Ferro.

O projeto está pronto e atualmente em fase de aprovação nos órgãos legais. Serão 18 meses de obras e a previsão inicial é de abrir ao público em 2024. O Sesc Cultura, atualmente na Afonso Pena, 2270, seguirá no mesmo lugar enquanto durar a parceria com o Exército.

Próximo dali, o Teatro Prosa passa por reforma de acessibilidade na parte dos camarins e deve reabrir ao público em novembro deste ano. O local, ao lado do Horto Florestal, tem 230 lugares e terá entrada individual, independente da escola.

Biblioteca em espaço aberto
Biblioteca também estará no centro cultural. (Foto: Divulgação Sesc MS)