Alvo constante de furtos, tampa de bueiro é trocada após morte de ciclista em Campo Grande

Prefeitura diz que trocas são diárias e faz até 300 substituições no mês
| 01/08/2022
- 09:32
Alvo constante de furtos, tampa de bueiro é trocada após morte de ciclista em Campo Grande
Troca da grade foi feita na manhã de hoje. (Foto: Nathália Alcântara)

Um dia depois de idoso de 62 anos morrer após cair em um bueiro aberto entre as avenidas Afonso Pena e Ernesto Geisel, técnicos da Prefeitura foram até o local na manhã desta segunda-feira (1°) para fazer manutenção da área. Segundo o município, o furto das grades de proteção dos canais são situações recorrentes enfrentadas pela administração.

“Fazemos constante manutenções por toda a cidade, o problema é que, infelizmente essas grelhas são constantes alvos de furtos”, explica o secretário municipal de Infraestrutura, Rudi Fioresi.

De acordo com ele, as reposições são diárias. Além dos furtos, as grades também são repostas quando apresentam algum defeito. “Algumas podem quebrar quando um veículo mais pesado passa”, completa.

Com cada grade para bueiro custando entre R$ 300 e R$ 400, os furtos também se tornam gasto a mais para o Município que, atualmente, faz de 200 a 300 substituições por mês . “Não é barato”, pontua Fioresi.

O secretário afirma que não havia na Prefeitura nenhuma solicitação sobre a falta de grade no local onde o idoso morreu no domingo. Recomendou ainda, que reclamações e informações são recebidas no telefone 156.

Morte ciclista - Um ciclista de 62 anos morreu na manhã deste domingo (31) depois de cair em um buraco aberto, entre o cruzamento da Avenida Afonso Pena com Ernesto Geisel, Centro de Campo Grande.

Conforme a polícia, por volta das 4h, uma testemunha viu a  bicicleta caída no chão ao lado do corpo. O chegou a ser acionado, entretanto, a vítima já estava sem vida.

No local a Polícia Militar identificou que não havia tampa de proteção no bueiro, acredita-se que a vítima estava andando na bicicleta quando caiu e foi arremessada ao chão, causando traumatismo craniano e perda de encefálica.

Veja também

Os lances podem ser dados até o dia 31 de agosto de 2022

Últimas notícias