Cotidiano

'Tendas da saúde' seguem sem data para começar, mas Campo Grande contrata 30 médicos

Reforço é para atender demanda, que aumentou 'assustadoramente', segundo o prefeito

Anna Gomes Publicado em 30/12/2021, às 08h15

Estruturas serão montadas em unidades de saúde 24h
Estruturas serão montadas em unidades de saúde 24h - Arquivo/Midiamax

As tendas que devem ajudar a prevenir o crescente número de casos da cepa H3N2 em Campo Grande, serão montadas conforme a necessidade de casa unidade de saúde, conforme informou a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), mas nesta quarta-feira (29), o Prefeito da Capital, Marquinhos Trad (PSD), já contratou 30 novos médicos e renovou o contrato de outros 90 profissionais.

Conforme a edição extra do Diogrande, publicada na tarde de ontem, a Prefeitura Municipal de Campo Grande já contratou os profissionais que devem trabalhar nas tendas. Ao todo, se somado, serão 120 médicos que continuam ou começam a trabalhar unidades.

Ainda segundo a Sesau, os médicos não trabalharão apenas na urgência e emergência, mas também atuarão em todas as unidades de saúde da Capital.

Na manhã de quarta-feira, Marquinhos, ao lado do Secretário Municipal de Saúde, José Mauro, anunciou a criação das 20 tendas climatizadas que devem ser instaladas em 10 unidades de saúde 24h de Campo Grande. Na manhã desta quinta-feira (30), a Sesau informou que as tendas serão montadas conforme a necessidade das unidades, portanto, não tem uma data exata para começar o funcionamento.

Até a manhã de hoje, Campo Grande seguia com 42 casos confirmados e uma morte por H3N2.

Jornal Midiamax