Secretaria de Saúde confirma terceira morte por H3N2 em MS

Vítima é uma mulher de 55 anos de Dourados
| 30/12/2021
- 17:07
UPA em Dourados
UPA em Dourados - (Foto: Divulgação/Prefeitura Dourados)

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) confirmou nesta quinta-feira (30), o terceiro óbito por H3N2, subtipo da A, em Mato Grosso do Sul. Trata-se de uma mulher de 55 anos, moradora na cidade de Dourados, que teve início dos sintomas em 23 de dezembro, deu entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no dia 27, vindo a falecer na área vermelha da UPA em 28 deste mês.

O primeiro óbito ocorreu no dia 21 de dezembro em Campo Grande. Trata-se de um jovem de 21 anos que deu entrada no CRS (Centro Regional de Saúde) Nova no dia 20 de dezembro. Ele foi transferido para o HRMS, mas não resistiu.

Já a segunda morte foi registrada na terça-feira (28), no município de Corumbá. Trata-se de uma idosa de 76 anos, que estava internada na Santa Casa de Corumbá. Os três casos foram analisados pelo Lacen MS e confirmados para Influenza A (H3N2). 

Nesta semana, a SES (Secretaria de Estado de Saúde de MS), por meio de um vídeo feito pelo coronel Marcello Fraiha, assessor Militar da SES, afirmou que não há motivo para a população entrar em pânico.

"É preciso reforçar que não há motivo para pânico, porque a série histórica de mortes por influenza em MS, registrada desde 2009, aponta que os casos e mortes estão abaixo da média", disse o coronel. Em 2016, por exemplo, MS chegou a registrar 103 mortes. Em 2020 foram oito casos.

Vacinação

A vacinação para influenza A e seus subtipos está disponível nos postos de saúde e não há grupo prioritário, podendo ser vacinado qualquer um a partir de seis meses de idade.

Veja também

No total, há 34,01 milhões de casos e 679.996 óbitos pela doença

Últimas notícias