Cotidiano

MS registra geadas e sensação térmica de -5ºC na madrugada desta segunda

Diversos municípios amanheceram com carros e vegetações encobertos pelo gelo

Gabriel Neves Publicado em 19/07/2021, às 08h12

Geada registrada em Dourados na madrugada desta segunda
Geada registrada em Dourados na madrugada desta segunda - (Foto: Reprodução/Fala Povo)

A primeira madrugada desta nova onda de frio em Mato Grosso do Sul já foi o suficiente para cobrir carros e vegetações com gelo. Diversas cidades registraram sensações térmicas abaixo de 0°C, em alguns locais chegou a -5°C.

Imagens enviadas ao Jornal Midiamax mostram a força das baixas temperaturas em Dourados. É possível observar carros, um campo de futebol e um longo pasto encobertos pelo gelo. De acordo com o meteorologista da Uniderp, Natálio Abraão, o município registrou temperaturas de 4°C, com sensação de -2°C.

A menor temperatura foi registrada em Rio Brilhante, com frio de -1°C e sensação de -5°C. Sensações negativas também foram registradas em Santa Rita do Pardo, com termômetros marcando 2,9°C e sensação de -1,5°C. Em Iguatemi, as temperaturas foram de 0,7°C, com sensação de -3°C.

Os municípios de Ponta Porã, Itaporã, Iguatemi, Itaquiraí e Aral Moreira também registraram geadas, com a última sendo a não muito conhecida geada negra, quando a vegetação é queimada pelos ventos frios.

Volta do calor

Conforme o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), as temperaturas começam a subir a partir da quarta (21) e os níveis de umidade relativa do ar ficam bastante baixos especialmente nas regiões norte, leste e norte da região pantaneira.

Apesar do frio, os próximos dias serão de tempo firme e sem chuva devido ao avanço do ar seco e frio. Os níveis de umidade relativa do ar podem ficar entre 10% e 30%. É recomendado que as pessoas se hidratem e evitem a exposição ao sol nos horários mais quentes e secos do dia.

A coordenadora do Cemtec, Valesca Fernandes, explica que as temperaturas estarão mais baixas nesta segunda (19) e terça (20), principalmente nas regiões sudoeste, central, leste e sul da região pantaneira.

Jornal Midiamax