Mato Grosso do Sul tem o 3º menor índice de pessoas desempregadas do país, revela IBGE

Número caiu 4,2% em relação ao mesmo período do ano passado
| 30/11/2021
- 15:35
Em MS
Em MS, 107 mil pessoas estão procurando emprego - Divulgação

A PNAD Contínua do 3º trimestre de 2021 divulgado nesta terça-feira (30) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revela que tem a 3ª menor taxa de desocupação - pessoas desempregadas - entre as unidades da federação para o período. A população desocupada é formada por pessoas que estão sem trabalho, mas estão procurando emprego.

Conforme a pesquisa, o número de pessoas desocupadas no Estado caiu 4,2% em relação ao mesmo período do ano passado e fechou o 3º trimestre de 2021 com taxa de 7,6% de desocupados, que representa 107 mil pessoas sem ocupação no Estado. Por outro lado, o contingente de ocupados chegou a 1,3 milhão, crescimento de 2,5%.

A taxa está no mesmo patamar em relação ao mesmo período de 2019 e 0,3% mais alta na comparação com o 3º trimestre de 2018.

Se comparado às outras UFs, MS que tinha a quinta menor taxa de desocupação no trimestre anterior passou para a terceira menor no 3o trimestre, ficando atrás somente de (5,3%) e Mato Grosso (6,6%). O maior valor foi verificado em PE (19,3%).

“No terceiro trimestre, houve um processo significativo de crescimento da ocupação, permitindo, inclusive, a redução da população desocupada, que busca trabalho, como também da própria população que estava fora da força de trabalho”, diz a coordenadora de Trabalho e Rendimento do IBGE, Adriana Beringuy. A população fora da força de trabalho é o contingente daqueles que não estão ocupados nem buscando emprego.

Informalidade

Na PNAD contínua, são considerados trabalho tanto pessoas com carteira assinada quanto quem exerce algum tipo de atividade sem CNPJ ou MEI (Micro Empreendedor Individual), que é chamado de trabalho informal.

Neste quesito, MS manteve número estável, com 36,6% da população ocupada exercendo algum tipo de trabalho informal no 3º trimestre enquanto que no trimestre anterior o índice ficou em 37,1%.

Isso significa que são 476 mil pessoas nesta situação. Assim, MS tem a 6ª menor taxa de informalidade do país.

Veja também

São previstas 13 decolagens e 10 pousos ao longo do dia

Últimas notícias