Cotidiano

Com poucas doses e muita procura, cronograma de vacinação de idosos muda em Dourados

Os idosos com mais de 80 anos que ainda não conseguiram a imunização contra o coronavírus em Dourados terão que aguardar a chegada de uma nova remessa de doses. A Informação é da Semed (Secretaria Municipal de Saúde) que registrou um movimento acima do esperado nas Unidades de Saúde do município. Dados divulgados pela Semed […]

Marcos Morandi Publicado em 04/02/2021, às 07h28 - Atualizado às 09h08

Prefeitura irá refazer cronograma de vacinação de idosos na cidade. (Foto: marcos Morandi)
Prefeitura irá refazer cronograma de vacinação de idosos na cidade. (Foto: marcos Morandi) - Prefeitura irá refazer cronograma de vacinação de idosos na cidade. (Foto: marcos Morandi)

Os idosos com mais de 80 anos que ainda não conseguiram a imunização contra o coronavírus em Dourados terão que aguardar a chegada de uma nova remessa de doses. A Informação é da Semed (Secretaria Municipal de Saúde) que registrou um movimento acima do esperado nas Unidades de Saúde do município.

Dados divulgados pela Semed mostra as pessoas com 99 anos ou mais procuraram as unidades na segunda-feira (1) e, como tem prioridade por conta da idade, usaram grande parte das doses. O mesmo movimento aconteceu na terça-feira (2) com as pessoas que têm entre 95 e 98 anos.

O secretário de Saúde, Frederico de Oliveira Weissinger, explicou que para o público alvo com mais de 80 anos, o município recebeu, até o momento, apenas 720 doses e que as pessoas nessa faixa etária em Dourados somam aproximadamente 3.600. Sendo assim, ele esclarece que as doses eram suficientes para atender 20% do grupo prioritário.

“Quando fizemos o cronograma no início da semana, não imaginávamos que a procura seria tão alta. Isso é bom e ruim ao mesmo tempo. É bom porque as pessoas com mais idade tiveram acesso às doses como preconiza o Plano Nacional de Imunização. E é ruim porque as pessoas que ainda aguardavam o cronograma até sexta-feira não poderão se vacinar agora”, ponderou o secretário.

Sobre a distribuição das vacinas nos postos, Frederico também explicou, que mesmo com poucas doses, a estratégia adotada foi a de “pulverizar” os frascos em 33 unidades de saúde, justamente para melhorar o acesso das pessoas em todas as regiões da cidade e também evitar possíveis aglomerações.

Dessa forma, o secretário orienta que as pessoas não procurem as unidades de saúde na quinta-feira (4) e sexta-feira (5) conforme estava previsto inicialmente no cronograma divulgado, pois já não há mais doses disponíveis. “Ainda não temos uma previsão oficial, mas temos a esperança de que uma nova remessa chegue no município no fim de semana”, disse Frederico.

Caso isso aconteça, o secretário de Saúde informou que vai organizar novamente o cronograma de vacinação e continuar imunizando os grupos que estão na lista de prioridade, em especial os idosos que não conseguiram se vacinar durante a semana, mas sempre respeitando a preferência pelos que têm mais idade e de acordo com o Plano Nacional de Imunização.

Jornal Midiamax