Com novo lote de vacinas para covid previsto para chegar na quarta-feira (17) em Mato Grosso do Sul, a SES (Secretaria Estadual de Saúde) quer iniciar a ção em idosos a partir de 60 anos com doenças graves. A informação foi dada ao Jornal Midiamax pelo secretário estadual de saúde, Geraldo Resende.

“Vamos terminar [vacinação]  de pessoas com 75 anos para cima. Os [municípios] que terminarem podem avançar e incorporar a partir de 60 anos com doenças graves como cardiológicas, renais e imunodepressoras”, informou.

Conforme Resende, o objetivo é imunizar o mais rápido possível pessoas transplantadas. “Temos que preservar a vida das pessoas com mais dificuldades, mais suscetíveis a terem covid. Queremos que todos transplantados de fígado, rim, coração e medula óssea sejam imunizados”, concluiu.

Mais doses da vacina

A expectativa é que o Ministério da Saúde envie na quarta-feira (17) as doses da recebidas pelo Instituto Butantan. Na segunda-feira (15) foram 3,3 milhões de doses. “Amanhã [quarta-feira], o Butantan deve entregar mais 2 milhões de doses. Não sabemos se elas também já serão distribuídas nessa nova remessa ou não”, informou o secretário.

Assim, caso o Ministério da Saúde incorpore as n ovas doses do Instituto Butantan, MS poderá receber mais de 60 mil doses. Além disso, a partir de quarta-feira (17), a Fiocruz deve disponibilizar mais 1 milhão de doses ao .

MS desiste de compra

Após o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) informar que disponibilizou R$ 100 milhões para comprar imunizantes para covid, as negociações com laboratórios não avançaram e o governo de MS irá esperar as doses do Ministério da Saúde.

“O ministro informou que serão 550 milhões de doses até o fim do ano. A previsão é de 38 milhões de vacinas até o fim de março. Nesses próximos 15 dias receberemos quantitativo mais significativo”, pontuou Resende.