Cotidiano

Com doação até de Gisele Bündchen, entidade arrecada R$ 1 milhão para brigadas no Pantanal

Os incêndios que destruíram cerca de 4,4 milhões de hectares do Pantanal em 2020 chamaram a atenção do mundo para o bioma. Assim, entidades ambientais criaram campanha para arrecadar fundos e implantar duas brigadas de incêndio na região. No total, foram arrecadados mais de R$ 1 milhão, com doação até da modela internacional e ativista […]

Gabriel Maymone Publicado em 28/01/2021, às 08h34 - Atualizado às 09h06

Brigada do Instituto Homem Pantaneiro esteve na linha de frente no combate aos incêndios no Pantanal em 2020. (Foto: André Zumak/IHP)
Brigada do Instituto Homem Pantaneiro esteve na linha de frente no combate aos incêndios no Pantanal em 2020. (Foto: André Zumak/IHP) - Brigada do Instituto Homem Pantaneiro esteve na linha de frente no combate aos incêndios no Pantanal em 2020. (Foto: André Zumak/IHP)

Os incêndios que destruíram cerca de 4,4 milhões de hectares do Pantanal em 2020 chamaram a atenção do mundo para o bioma. Assim, entidades ambientais criaram campanha para arrecadar fundos e implantar duas brigadas de incêndio na região. No total, foram arrecadados mais de R$ 1 milhão, com doação até da modela internacional e ativista ambiental, Gisele Bündchen, que disponibilizou R$ 100 mil pela causa. Além dela, outras 2.187 pessoas contribuíram com a causa.

Ao anunciar a doação, a modelo brasileira declarou que contribuir para a criação da Brigada Alto Pantanal significa ajudar a conservar a vida. “Neste mundo, estamos todos conectados e o que acontece em um lugar tem reflexos em outros. Por isso, precisamos aprender a viver em equilíbrio com a natureza e, também, honrar todas as dádivas que ela nos provê”, comentou.

Na quarta-feira (27), o IHP (Instituto Homem Pantaneiro)  – que encabeçou a campanha – se reuniu com gestores das instituições Panthera, Ampara e Ecotropica para definir o plano de trabalho e realizar os repasses dos valores arrecadados.

O objetivo principal é a criação de duas unidades para a Brigada Alto Pantanal, sendo uma no Porto Jofre, no MT, e outra na região da Serra do Amolar, no MS. Assim, as operações já iniciam em fevereiro, bem como estruturação das bases de atendimento de emergência aos animais, tanto em Porto Jofre, como na Serra do Amolar.

Pantanal
Brigada do Instituto Homem Pantaneiro esteve na linha de frente no combate aos incêndios no Pantanal em 2020. (Foto: André Zumak/IHP)

“O esforço de atuar na prevenção, ele é resultado de um processo colaborativo de grande parte da sociedade, que acreditou no trabalho da instituição e que agora compartilhamos com a Panthera e a Ampara, no sentido de instalar aqui no Porto Jofre mais uma brigada e um centro de atendimento emergencial à fauna. A mesma ação irá se replicar na Serra do Amolar, ou seja, estamos consolidando um grupo de parceiros, para que possamos preventivamente, ir ao encontro do desafio da proteção do Pantanal”, avalia o presidente do IHP, Ângelo Rabelo.

“O investimento será imediato para que estejamos preparados para os próximos incêndios que infelizmente acontecerão”, antecipa a presidente da Ampara Silvestre, Juliana Camargo, a qual recebeu o “cheque simbólico de R$ 99.549,69.

Já a instituição Panthera, recebeu o valor de R$ 331.900,00 para implementação da base em Porto Jofre-MT da Brigada Alto Pantanal.

Campanha

Realizada entre 12 de setembro e 30 de outubro, quando o Pantanal vivenciou um enorme desastre ambiental, a campanha Brigada Alto Pantanal teve inúmeros arrecadou mais de R$ 1 milhão por meios diferentes doações. Catarse, depósito bancário e paypal, foram alguns deles. Mais de 2.187 pessoas contribuíram de alguma forma, com valores desde R$ 10 até quantidades expressivas, como foi o caso da modelo Gisele Bündchen, que destinou R$ 100 mil.

Outros doadores também fizeram grande diferença na campanha, como a Fundação Grupo Boticário e as empresas do Grupo Boticário, que doaram recursos que subsidiaram a aquisição de uma embarcação com motor, batizada de Alto Pantanal. A mesma utilizada recentemente para levar a onça-pintada Joujou novamente à Serra do Amolar.

A ONG SOS Pantanal também aderiu à campanha, doando R$ 70 mil, dos quais R$ 20 mil serão aplicados na compra de equipamentos que serão utilizados em Porto Jofre.

Jornal Midiamax