Cotidiano

Com 1,5 km de fila, espera pela vacina no Albano Franco é marcada por relatos de esperança

Pessoas com 46 anos ou mais e 2ª dose são os escolhidos deste domingo (20)

Renata Fontoura e Ranziel Oliveira Publicado em 20/06/2021, às 09h33

Apesar de muitos veículos, serviço está sendo rápido
Apesar de muitos veículos, serviço está sendo rápido - Leonardo de França | Jornal Midiamax

O frio que derrubou os termômetros de Campo Grande e que marcou a manhã deste domingo (20) não intimidou os campo-grandenses ansiosos pela proteção contra a covid-19. Com 1,5 quilômetros de fila, pessoas com 46 anos ou mais marcaram presença na manhã deste domingo (20), no Centro de Convenções Albano Franco, um dos principais polos de imunização da cidade.

Dividos em carros e motos, a longa fila começa na Avenida Mato Grosso, vira na Avenida Hiroshima, segue até a esquina da Rua Boa Sorte e finaliza na Rua Joselito. Apesar de tanta gente, as aplicações estão acontecendo rápido. Ainda conforme o calendário, a imunização também acontece para quem tomou a primeira dose da Coronavac até o dia 2 de junho

A vendedora Luciana Anelar, de 46 anos, decidiu chegar bem cedo, às 06h30. Segundo ela, a ansiedade falou mais alto. "Tem pessoas perto de mim que faleceram. A gente fica ansioso!", diz. Quem também não via a hora de se vacinar é Cleunice Aparecida, também de 46. "Estou muito feliz! A gente vai se prevenir mais", comemora. A partir deste dia, muda tudo na vida da dona de casa: ela perdeu o pai para a doença. "Vai fazer um ano. Ele morreu no Dia dos Pais", conta.

Quando eram 07h30, Janete de Olivieira chegou ao local. Fazendo parte do grupo dos hipertensos, a vendedora também festeja a sua vez. "Nem dormi. Fiquei a noite inteira sonhando", afirma. Assim como muitos, a esperança é o maior sentimento para ela. 

Frio não impediu vontade de se vacinar
Frio não impediu vontade de se vacinar - Foto: Leonardo de França | Jornal Midiamax

Vacinação 

Neste domingo, a campanha de vacinação é realizada em sistema drive-thru no Parque Ayrton Senna, do Centro de Convenções Albano Franco e do Hospital da Cassems; bem como os polos do Ginásio Guanandizão e do IMPCG. O atendimento termina às 17h.

Depois de cinco dias de campanha paralisada por falta de imunizantes, Campo Grande recebeu nova remessa na última sexta-feira (18), quando retomou a vacinação. Foram aproximadamente 23 mil novas doses.

Somente ontem (19), 9,6 mil pessoas foram imunizadas em Campo Grande, conforme o “vacinômetro” da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública). Pelo menos 350,5 mil pessoas já tomaram ao menos uma dose até agora, equivalente a 38,7% da população. Destas, 138,8 mil já estão totalmente imunizadas.

Jornal Midiamax