Cotidiano

Após receber doação de R$ 33 mil, ONG se reergue e anuncia novos bichinhos para adoção

Instituto está mostrando os bichos nas redes sociais para pets conquistarem novos tutores

Mariane Chianezi Publicado em 30/06/2021, às 14h52

None
Divulgação

No final do mês de março, a ONG  Instituto Guarda Animal anunciou o fechamento devido às dificuldades financeiras na pandemia da Covid-19em Campo Grande. No entanto, depois disso, as responsáveis pela organização receberam uma doação de R$ 33 mil, que deverá quitar as dívidas da instituição de defesa dos animais.

Neste mês, após quitar as contas, a ONG se reergueu e anunciou que há vários bichinhos aguardando para serem adotados. Conforme Paola Sousa Brizueña, uma das responsáveis pelo instituto, muitos moradores têm procurado a ONG para serem candidatos a tutores dos pets. "Está tendo bastante procura, graças a Deus, ótimas pessoas estão querendo adotar", comentou.

Nas redes sociais, vitrine para as adoções, os bichinhos aparecem em cliques fofos para conquistar os futuros tutores. A ONG também cuidada de animais resgatados machucados e precisa de ajuda para conseguir comprar as rações. 

Doação de R$ 33 mil

Conforme explicou a ONG, no dia 31 de março, um grupo entrou contato e as adicionou em um chat onde outros 17 mil membros da comunidade também estavam. A história da ONG foi relatada aos integrantes e doações foram pedidas e em alguns minutos, o dinheiro foi angariado. 

"Em um horário no grupo do Telegram, ele [integrante do grupo] explicou o nosso projeto e os membros doaram. O grupo tem 17 mil membros. Cada um doou R$ 1, outros doaram R$ 2. E aí somou a quantia", pontuou Paola.

Ela explicou que, primeiramente, iriam quitar as contas da ONG, doar os animais que ainda esperam por um lar, e depois vão analisar a reabertura do projeto. Na ONG tinha na época 135 animais esperando por um novo lar.

Vira-Lata Finance

O grupo Vira-Lata Finance chegou até a ONG após a reportagem do Jornal Midiamax. Um dos representantes do projeto, que prefere não se identificar, disse que o grupo foi criado em 21 de Março e em menos de um mês teve uma valorização de + de 5.000%. 

"Como estamos tendo muito lucro com a valorização, a comunidade ajuda todos os dias Ongs do Brasil inteiro, com o momento que chamamos de Hora da Ração, momento que a comunidade doa para PIX das Ongs em tempo real. A primeira contemplada com a Hora da Ração foi a Ong Guarda Animal. A nossa ideia é as pessoas conhecerem nosso projeto , investir de forma saudável e, com lucros, ajudar as Ongs e Protetores", comentou o representante à reportagem.

Atualmente, o grupo tem uma 'Cãomunidade', como se chamam, com 21.216 membros nrasileiros e 2 mil membros de outros países. A doação recebida pela ONG de Campo Grande foi dividida em R$ 11 mil de doadores brasileiros e R$ 22 mil dos membros 'gringos'. "A Cãomunidade gringa também está crescendo bastante devido ao caráter social com a ajuda as ONGs. Nossa projeção é que em 30 dias nossa comunidade alcance o número de 50 mil investidores", avaliou o representante.

Jornal Midiamax