Cotidiano

Após guarda municipal furar fila de vacinação, gerente de posto é afastada em Campo Grande

Um guarda civil metropolitano de Campo Grande teria sido mais um “fura fila” da vacina contra o Covid-19 em um posto de saúde da Capital. Mesmo sem ser grupo prioritário das fases atuais, o guarda postou comprovante de imunização em sua conta no Instagram, que é fechada. A reportagem teve acesso a capturas de tela, […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 28/01/2021, às 15h05 - Atualizado em 29/01/2021, às 08h21

Foto: Fala Povo | Reprodução
Foto: Fala Povo | Reprodução - Foto: Fala Povo | Reprodução

Um guarda civil metropolitano de Campo Grande teria sido mais um “fura fila” da vacina contra o Covid-19 em um posto de saúde da Capital. Mesmo sem ser grupo prioritário das fases atuais, o guarda postou comprovante de imunização em sua conta no Instagram, que é fechada. A reportagem teve acesso a capturas de tela, enviadas ao Fala Povo, o WhatsApp da redação.

A fase atual do PNI (Plano Nacional de Imunização) está restrito a profissionais de saúde de linha de frente, indígenas e idosos em casas de repouso, não sendo aplicada imunização em guarda municipais, que só estão previstos nas próximas fases.

Procurada pelo Jornal Midiamax, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) confirmou que houve a imunização irregular e que um processo administrativo (sindicância) será aberto para apurar a conduta dos servidores envolvidos. Além disso, a gerente da unidade de saúde onde ocorreu a vacinação foi afastada.

“Cabe esclarecer que a Sesau mantém um controle rigoroso em relação a distribuição das doses e acompanhamento da aplicação, sendo mais de 5 mil pessoas pertencentes ao grupo prioritário vacinadas com total lisura e transparência sendo o episódio em questão isolado e que terá seu devido encaminhamento. O município trabalha no aperfeiçoamento do sistema de identificação prévia para que seja evitado qualquer tipo de fraude e todo o processo seja mais seguro e célere. Todas as informações referentes ao processo de imunização no município estão à disposição dos órgãos de controle”, conclui a nota.

Fala Povo! Fale com os jornalistas do Midiamax!

A imagem foi enviada por leitores ao Fala Povo, o WhatsApp do Jornal Midiamax, pelo número  (67) 99207-4330.O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Jornal Midiamax