Taxa de contágio aumenta em MS e secretário atribui às aglomerações do feriadão

A taxa de contágio aumentou e chegou a 1,04 nesta terça-feira (22) em Mato Grosso do Sul. O índice passava por uma queda a expectativa era de que MS chegasse 1 ainda nesta semana, porém a taxa voltou a aumentar. O secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, atribuiu o aumento às aglomerações no feriadão do […]
| 22/09/2020
- 16:03
Taxa de contágio aumenta em MS e secretário atribui às aglomerações do feriadão
Imagens de Rio Verde de Mato Grosso no feriadão. (Foto: Reprodução) - Imagens de Rio Verde de Mato Grosso no feriadão. (Foto: Reprodução)

A taxa de contágio aumentou e chegou a 1,04 nesta terça-feira (22) em . O índice passava por uma queda a expectativa era de que MS chegasse 1 ainda nesta semana, porém a taxa voltou a aumentar. O secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, atribuiu o aumento às aglomerações no feriadão do Dia da Independência.

A taxa de transmissão em 1,04 quer dizer que a cada 100 pacientes com podem infectar 104 pessoas em MS. Na segunda-feira (21), o índice estava em 1,03 e no domingo (20) estava em 1,01. Para Geraldo Resende, o aumento aconteceu como consequência das aglomerações que aconteceram há duas semanas. 

“Estamos colhendo o que plantamos 14 dias atrás. Eu já tinha dito de iríamos colher frutos daquele afrouxamento geral que houve em Bonito, Rio Verde, na Capital e em vários municípios do interior. A gente vê que a taxa de contágio volta a aumentar devido a esse relaxamento”, frisa.

No dia 7 de setembro, quando aconteciam as aglomerações em Bonito, o município tinha 433 casos de coronavírus. Nesta terça-feira (22), Bonito tem 489 casos, com um aumento de 12,9%. No caso de Rio Verde, o número de casos passou de 166 casos confirmados para 202, um aumento de 21,6%. Na Capital, o número de casos passou de 23.350 casos para 28.595, aumento de 22,4%.

Farra do feriado

A cidade de Bonito, a 300 km de Campo Grande, é o principal destino de ecoturismo de Mato Grosso do Sul e um dos principais do Brasil. Conhecida mundialmente pelas águas cristalinas, a cidade enfrentou uma fila de turistas no feriado do Dia da Independência. Com o feriadão, o município ficou com uma taxa de isolamento social de 37,06%, bem abaixo do recomendado.

A cidade de Rio Verde de Mato Grosso, a 194 km de Campo Grande, está entre os principais destinos turísticos de Mato Grosso do Sul. Com balneários com rios e cachoeiras, a cidade atraiu muitos turistas durante o feriado e tem uma taxa de isolamento de 31,40%. Na noite de domingo (6), imagens enviadas por um leitor ao Jornal Midiamax mostraram a cidade lotada e aglomeração de pessoas na praça das Américas.

“Aqui não estão nem aí para a saúde, só querem lucrar [com o turismo]. E as famílias que perderam seus entes queridos para Covid-19? Isso é uma vergonha”, disse um morador.

Casos em MS

Mato Grosso do Sul já soma 64.959 casos confirmados de Covid-19, com 926 novos registros nesta terça-feira (22). Com bases nos números, a média móvel no Estado foi calculada em 666 casos por dia, nos últimos 7 dias. O boletim traz que nas últimas 24 horas foram registrados 12 óbitos, elevando o total de vítimas fatais em MS para 1.191 e a média móvel em 12,14 óbitos por dia, nos últimos 7 dias, além de taxa de letalidade de 1,8%.

Veja também

Últimas notícias