Professora da rede pública será a primeira pessoa a ser cremada em Dourados

Filomena Busse Frantz, uma professora de língua portuguesa e inglesa, de 80 anos será a primeira pessoa a ser cremada em Dourados nesta terça-feira (16), às 15h. Segundo familiares, ela faleceu em decorrência da evolução de um câncer de pâncreas, descoberto há um ano, quando também manifestou o desejo por esse tipo de funeral. “Ela […]
| 16/06/2020
- 15:39
Professora da rede pública será a primeira pessoa a ser cremada em Dourados
Cremação da professora acontece nesta quarta-feira. (Foto: Arquivo familiar). - Cremação da professora acontece nesta quarta-feira. (Foto: Arquivo familiar).

Filomena Busse Frantz, uma professora de língua portuguesa e inglesa, de 80 anos será a primeira pessoa a ser cremada em Dourados nesta terça-feira (16), às 15h. Segundo familiares, ela faleceu em decorrência da evolução de um câncer de pâncreas, descoberto há um ano, quando também manifestou o desejo por esse tipo de funeral.

“Ela deixou esse pedido registrado por escrito e, em princípio, como o crematório local da Pax Primavera ainda não estava pronto, existia a possibilidade dela ser levada para um crematório em Maringá”, disse o empresário Celso Carvalho do Amaral, genro da professora.

A professora,  filha de alemães, nascida em 18/02/1940,  na cidade de Itapiranga, em , morava em Dourados e lecionou durante muito tempo na rede pública, principalmente na Escola Estadual Presidente Vargas. Ela também trabalhou na escola Imaculada Conceição.

“Ela era uma pessoa apaixonada pela vida e pela sua profissão. Era muito querida pelos seus alunos e gostava muito dessa cidade. Ela merece nosso profundo respeito e gratidão”, disse Celso, lembrando que ela deixa três netos.

Veja também

Moradora que prefere não se identificar entrou em contato com a reportagem para informar a...

Últimas notícias