Cotidiano

Prefeitura volta atrás e comércio em Dourados passa a funcionar até às 21h

O comércio de Dourados, conforme reivindicavam os lojistas, passa a funcionar até às 21. O decreto assinado pela prefeita Délia Razuk (sem partido) foi publicado na edição desta quarta-feira (16) e entra em vigor a partir desta quinta-feira (17), com validade de oito dias. Com as novas medidas, que segundo a prefeitura, foram adotadas para […]

Marcos Morandi Publicado em 17/12/2020, às 06h41

Horário de supermercados deve ser das 20h às 5h.(Foto: Marcos Morandi, Midiamax)
Horário de supermercados deve ser das 20h às 5h.(Foto: Marcos Morandi, Midiamax) - Horário de supermercados deve ser das 20h às 5h.(Foto: Marcos Morandi, Midiamax)

O comércio de Dourados, conforme reivindicavam os lojistas, passa a funcionar até às 21. O decreto assinado pela prefeita Délia Razuk (sem partido) foi publicado na edição desta quarta-feira (16) e entra em vigor a partir desta quinta-feira (17), com validade de oito dias.

Com as novas medidas, que segundo a prefeitura, foram adotadas para tentar conter o avanço de casos de coronavírus, as lojas centrais poderão funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h, e aos sábados, das 8h às 18h.

Já o shopping, de segunda a sábado, as lojas abrem das 10h às 21h, e a praça de alimentação, das 11h às 21h. Aos domingos o funcionamento será das 14h às 20h, para as lojas e a praça de alimentação, das 11h às 20h.

Mercados e atacados abrem de segunda a sábado das 7h30 às 22h e os restaurantes, de segunda a sábado, das 11h às 21h. Ainda conforme o decreto, os bares poderão funcionar de segunda a sábado das 10h às 21h, e as conveniências de segunda a sábado das 8h às 22h.

Segundo o decreto, continua proibido consumir bebidas alcoólicas nas vias públicas, bem como a permanência e aglomeração de pessoas na porta ou no entorno de lanchonetes, conveniências, bares, distribuidoras de bebidas e similares a qualquer hora do dia e da noite. Além disso, a partir das 22h fica vedada qualquer forma de venda de bebidas alcoólicas.

A medida da prefeita também está proibida a aglomeração para uso de narguilé, tereré incluindo o compartilhamento de utensílios ou objetos que possam favorecer a disseminação do coronavírus. A aglomeração de pessoas em qualquer recinto, sob pena de infração, está vedada.

Igrejas e academias poderão funcionar normalmente todos os dias, desde que cumpram as regras já impostas a elas de biossegurança, com uso de máscara, distanciamento e ocupação de 30% do espaço. No entanto, está suspensa a prática de eventos e comemorações, e também esportes coletivos ao ar livre ou em ambiente fechado.

Jornal Midiamax