Cotidiano

Apesar de isolamento, marcas de pneu mostram baderna e destruição na APA Baía Negra

Local está situado em Área de Proteção Ambiental APA Baía Negra, situada na região do Pantanal sul-mato-grossense

Gabriel Maymone Publicado em 25/06/2020, às 15h51 - Atualizado em 26/06/2020, às 15h48

Antes e depois da prainha do APA Baía Negra. (Imagem: Guilherme Ambrósio)
Antes e depois da prainha do APA Baía Negra. (Imagem: Guilherme Ambrósio) - Antes e depois da prainha do APA Baía Negra. (Imagem: Guilherme Ambrósio)

Estamos em época de pandemia, mas o desrespeito com a natureza continua. Na Baía do Arrozal, situada dentro da APA (Área de Preservação Ambiental) Baía Negra, em Ladário, marcas de pneu de carro foram flagradas e as fotos geraram revolta nas redes sociais.

A denúncia foi postada nesta quarta-feira (24), pela página da APA Baía Negra, justamente um mês após o mesmo perfil postar uma imagem da prainha que se formou no local devido à seca.

“Há um tempo atrás nós postamos aqui a foto da prainha linda que formou na APA Baía Negra devido à seca. Uma pessoa comentou: que pena que o ser humano vai destruir logo, logo! A gente não quis acreditar! Erramos!!”, exclamou na postagem.

Então, muitas pessoas expressaram indignação com a situação nos comentários. “Que porcaria estão fazendo na APA? Cadê as autoridades do meio ambiente?”, questionou um usuário. Os administradores da página informaram que as providências estão sendo tomadas.

“Isso vai levar ao assoreamento da baia, porque na primeira chuva esse sedimento remobilizado vai ser levado para dentro”, alertou outra pessoa no comentário.

“Nossa que notícia triste, sou ciclista e todo final de semana pedalamos neste local para contemplar. Pena que existem pessoas que não tem essa consideração e conscientização em preservar esse local”, pontuou outro perfil.

No dia 22 de maio, a página postava uma imagem do mesmo local contemplando a beleza da paisagem: “Quem disse que no MS não há praias?! De água doce, essa maravilha natural que se formou, é a Baía do Arrozal, localizada na APA Baía Negra, ótimo local para visitar após o fim da pandemia”, dizia.

É infração

Conforme artigo 50 do Decreto Federal 6.514 de 2008, a multa para quem danificar qualquer tipo de vegetação dentro dessas áreas poderá ser multado em R$ 5 mil. Conforme os administradores da página, a entrada e circulação de veículo é proibida no local. O acesso somente a pé.

Queimada

Além do desrespeito das pessoas, o local enfrenta o problema das queimadas. Em março, equipes dos bombeiros de Corumbá faziam verificação de focos na APA Baía Negra. Na época, reunião discutiu série de medidas para conter os focos na região do Pantanal.

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Pantanal registra aumento este ano nos focos de incêndio.

Conforme o relatório do Inpe indica que foram registrados 2.155 focos de queimada no período contra 1.168 em 2019, o que representa alarmante aumento de 85%. O resultado coloca nosso Estado na segunda posição do país, atrás apenas do Mato Grosso, que já teve 4.565 registros no ano.

Jornal Midiamax