Cotidiano

Marquinhos aumenta de 30% para 60% limite de lotação nas academias de Campo Grande

Academias poderão, a partir do dia 22 de junho, manter o limite de 60% da capacidade de lotação dos ambientes. Decreto publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta terça-feira (16) muda item no documento anterior, divulgado em 17 de abril, estabelecia limite de lotação de 30%. O restante das regras segue o mesmo. […]

Mayara Bueno Publicado em 16/06/2020, às 11h37 - Atualizado em 17/06/2020, às 08h38

Academias poderão funcionar com até 60% da capacidade. (Foto: Arquivo Midiamax).
Academias poderão funcionar com até 60% da capacidade. (Foto: Arquivo Midiamax). - Academias poderão funcionar com até 60% da capacidade. (Foto: Arquivo Midiamax).

Academias poderão, a partir do dia 22 de junho, manter o limite de 60% da capacidade de lotação dos ambientes. Decreto publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta terça-feira (16) muda item no documento anterior, divulgado em 17 de abril, estabelecia limite de lotação de 30%.

O restante das regras segue o mesmo. Os exercícios físicos têm de ser feitos ‘buscando a maior distância possível entre os alunos’ e com orientação para eles manterem distância mínima de cinco metros de outro praticante, em uma área de 20 metros quadrados.

Não há no decreto justificativa para aumento do limite. Enquanto isso, a pandemia de coronavírus (Covid-19) avança em Campo Grande e em todo Mato Grosso do Sul, que soma 3.785 casos da doença e 36 mortes.

Vale ressaltar que, assim como os 30%, o limite de 60% de agora não foi exigência, mas, como consta no decreto, ‘recomendado’. Aulas coletivas com contato físico devem ser evitadas nas academias, assim como compartilhamento de itens como copos e toalhas. Os aparelhos deverão ser higienizados sempre após o uso de cada aluno e os professores precisarão usar luvas de látex durante o trabalho para evitar contaminação.

Jornal Midiamax