Cotidiano

Corpus Christi: Sem tradicional tapete, católicos de Campo Grande celebram com missa às 8h

Missas de Corpus Christi terão transmissão on-line às 8h da quinta-feira (11). Algumas paróquias farão celebrações presenciais seguindo normas

Guilherme Cavalcante Publicado em 09/06/2020, às 11h59 - Atualizado às 18h06

O arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara | Foto: Marcos Ermínio | Midiamax
O arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara | Foto: Marcos Ermínio | Midiamax - O arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara | Foto: Marcos Ermínio | Midiamax

A celebração de Corpus Christi em Campo Grande terá dinâmica diferente do que ocorria nos demais anos: devido à pandemia, a tradicional procissão sobre os tapetas não acontecerá, mas todas as paróquias terão missas transmitidas pelas redes sociais às 8h da quinta-feira (11). Em algumas algumas, a celebração também contará com a modalidade presencial, mas com seguimento de normas de biossegurança.

Ou seja: nas celebrações presenciais, idosos e grupos de risco (hipertensos, diabéticos e portadores de doenças crônicas, sobretudo respiratórias) estão proibidos de participar e o uso da máscara é obrigatório a todos os presentes, além de respeitar 60% da capacidade máxima de cada tempo, mantendo-se, também, o distanciamento social mínimo de 2 metros.

De acordo com a Arquidiocese de Campo Grande, as paróquias que puderem, também farão uma caminhada com o Santíssimo nas proximidades da Igreja, ato que substituirá simbolicamente as procissões também tradicionais. A confecção de tapetes, que movimentava as comunidades católicas da cidade na madrugada do dia de Corpus Christi, foi suspensa como forma de contenção da Covid-19.

Tradição de Corpus Christi

Esta é a primeira vez em 63 anos que a tradição católica é cancelada. A confecção dos tapetes costumava reunir fiéis de mais de 40 paróquias da Arquidiocese de Campo Grande na região central da Capital ainda de madrugada. Areia colorida ornamentavam o chão com com desenhos que simbolizavam sacramentos, passagens bíblicas e outros símbolos do cristianismo.

Para a ocasião, a Arquidiocese também convida católicos a doarem alimentos não perecíveis e roupas, que serão destinados para a Escolinha da Misericórdia, entidade que atende crianças carentes.

No site da Arquidiocese, a programação de Corpus Christi de cada paróquia está sendo adicionada gradualmente. Até a publicação desta matéria, constavam os ritos das seguintes comunidades católicas de Campo Grande:

Jornal Midiamax