Cotidiano

Contra ‘deprê’, asilos preparam festas reservadas e barreira para blindar idosos da Covid

Para garantir fim de ano um pouco menos ‘deprê’, asilos de Campo Grande não terão as tradicionais festas de comemoração, mas preparam festinhas reservadas e até vidro para ‘blindar’ os idosos de serem contaminados pelo coronavírus sem privá-los da presença dos familiares. É assim que a Associação dos Amigos da Casa de Abraão pretende fazer […]

Gabriel Maymone Publicado em 24/12/2020, às 08h00 - Atualizado às 10h05

Familiares poderão acompanhar confraternização de idosos através de vidro na Casa de Abraão. (Imagem: Reprodução)
Familiares poderão acompanhar confraternização de idosos através de vidro na Casa de Abraão. (Imagem: Reprodução) - Familiares poderão acompanhar confraternização de idosos através de vidro na Casa de Abraão. (Imagem: Reprodução)

Para garantir fim de ano um pouco menos ‘deprê’, asilos de Campo Grande não terão as tradicionais festas de comemoração, mas preparam festinhas reservadas e até vidro para ‘blindar’ os idosos de serem contaminados pelo coronavírus sem privá-los da presença dos familiares.

É assim que a Associação dos Amigos da Casa de Abraão pretende fazer para amenizar o sofrimento dos idosos, que estão meses sem receber visita de familiares. Neste ano, a casa perdeu 5 pacientes vítimas da Covid-19.

“Todos os anos fazemos festas maravilhosas, com amigos, familiares, funcionários e grupos religiosos, com música ao vivo. Todos traziam um prato e tínhamos uma ceia maravilhosa. Mas não podemos arriscar”, comentou a coordenadora da casa, Edméia Couto.

A responsável pelo asilo explicou que a festividade esse ano será apenas entre os idosos e funcionários, mas que os familiares “poderão ver os idosos apenas através do vidro”, explicou.

Já no Asilo São João Bosco, que abriga 80 idosos, a preocupação com a saúde dos pacientes é grande. O asilo informou que haverá comemoração no dia 23, mas que será restrita à equipe de funcionários e moradores. “A organização contou com apoio de todos os setores responsáveis do asilo para garantir que não haja aglomeração e que todas as regras sejam respeitadas”, disse o asilo, garantindo que manterá o mesmo padrão dos anos anteriores.

Na casa de repouso Feliz Idade, a proprietária conta que os moradores terão um jantar especial na véspera e um almoço tradicional de Natal no dia 25. “Vai ser mais reservado por conta da pandemia, pois todas as casas suspenderam visitas e festas”, comenta a proprietária, Jéssica Alda Pereira.

Jornal Midiamax