Elisângela da Silva Santos, de 37 anos, estava internada em estado grave na Santa Casa de Campo Grande até esta sexta-feira (24), quando não resistiu a luta contra a leucemia. Na última quinta-feira (23), Elisângela e a família pedia por doações de sangue tipo A+.

Ela foi diagnosticada com leucemia quando estava grávida da filha mais nova, que hoje tem 1 ano e 6 meses. Além disso, Elisângela deixa outros dois meninos, um de 14 e outro de 9 anos.

Uma familiar de Elisângela, Josiane da Silva, disse ao Midiamax que a família agradece o apoio dos moradores e pelas doações feitas no Hemosul em nome da paciente.

O corpo foi velado apenas para alguns familiares e amigos na Pax Nacional, nas Moreninhas, e seguiu para sepultamento às 9h30 deste sábado (25).