Cotidiano

Onda de envenenamento e morte de gatos desespera famílias em 2 bairros de Campo Grande

Pelo menos oito gatos morreram durante este fim de semana em dois bairros de Campo Grande vítimas de envenenamento. É o que relata famílias residentes no bairro Tarumã e Parati, ambos localizados na região sul da Capital. De acordo com uma moradora do Tarumã, que preferiu não se identificar por medo, entre a noite de […]

Daiany Albuquerque Publicado em 04/06/2019, às 13h02 - Atualizado em 05/06/2019, às 10h46

Foto: Ilustração
Foto: Ilustração - Foto: Ilustração

Pelo menos oito gatos morreram durante este fim de semana em dois bairros de Campo Grande vítimas de envenenamento. É o que relata famílias residentes no bairro Tarumã e Parati, ambos localizados na região sul da Capital.

De acordo com uma moradora do Tarumã, que preferiu não se identificar por medo, entre a noite de sexta-feira (31) e a manhã de sábado (1º) ela encontrou seis dos seus 14 gatinhos mortos. Segundo ela, todos teriam sido envenenados.

A dona de casa conta que os felinos costumam ficar em casa e apenas alguns deles saiam, mas não por muito tempo, e não iam longe da sua residência. Já na madrugada de domingo (2) para esta segunda-feira (3), outros três gatos seus tiveram o mesmo problema.

Conforme a dono dos animais, desta vez ela conseguiu salvar, pelo menos por enquanto, dois deles e até a manhã desta terça-feira (4) dois estavam sendo tratados e continuavam vivos.

Revoltada, a mulher afirmou que esta não foi a primeira vez que o fato aconteceu em sua casa. Segundo ela, há 2 anos um cachorro seu também foi envenenado. “Nós levamos no veterinário, ele foi medicado e conseguiu sobreviver, mas ficou meio doentinho e quatro meses depois morreu”.

Onda de envenenamento e morte de gatos desespera famílias em 2 bairros de Campo Grande
Filhotes conseguiram escapar de envenenamento, mas a mãe dele está sendo tratada (Foto: Arquivo Pessoal)

Já no ano passado, o fato se repetiu, desta vez contra gatos novamente. “Foi na mesma época, começo de junho, mas daquela vez ninguém sobreviveu”, conta.

Os animais eram cuidados por ela, pelo marido e por sua mãe que, segundo a moradora, ficou muito abalada com o fato. “Ela gostava muito dos bichinhos. Espero tocar o coração de quem fez isso para que nunca mais se repita. De uma forma ou de outra Deus vai cobrar isso que ele fez”, declarou.

A família afirmou que não prestará boletim de ocorrência por não saber quem seria o autor do envenenamento e também por temer pela segurança dos animais que restaram. “Cinco não foram envenenados, dois machos e três filhotinhos, mas a mãe deles e a outra fêmea estamos cuidando, mas não tenho condições de levar no veterinário”.

Outro caso

O outro caso aconteceu dentro do Condomínio Village Parati. De acordo com a moradora Maria Helena, o caso aconteceu no fim de semana. Um de seus gatos teria escapado de sua casa e quando a família o encontrou ele estaria morto e a causa seria envenenamento.

Conforme relato da moradora, seu gato foi encontrado na rua de cima, ainda dentro do Condomínio, pelo seu marido. Segundo ela, há relatos de outras pessoas que moram no local e tiveram o mesmo problema. “Um vizinho da mesma rua que a minha contou que há mais ou menos um ano o gato dele também foi envenenado”.

A família afirmou que pretende registrar boletim de ocorrência sobre o caso ainda nesta terça-feira, na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

Jornal Midiamax