Ocupação contra reforma prejudicou 300 atendimentos, diz superintendência

Manifestantes estão no Ministério do Trabalho
| 18/04/2017
- 22:57
Ocupação contra reforma prejudicou 300 atendimentos, diz superintendência

Manifestantes estão no Ministério do Trabalho

Cerca de 100 pessoas ocuparam a sede da Superintendência do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) na manhã desta terça-feira (18) e bloquearam o atendimento no local. A superintendência divulgou nota nesta tarde, em que culpa os manifestantes “por terem prejudicado o atendimento”.

“A manifestação, contrária às reformas propostas pelo governo, prejudicou cerca de 300 trabalhadores que tinham horário agendado de atendimento. Um novo dia será marcado para os que não puderam ser atendidos nesta terça-feira”, afirmou a Superintendência, em nota.

A nota ainda esclarece que a superintendência realizou reunião com os manifestantes, “para levar as reivindicações ao Congresso Nacional”.

“A superintendência considera legítimas todas as manifestações sociais, mas reitera que esse direito não pode se reverter em prejuízo à população, como a restrição de acesso a prédios e serviços públicos”, criticou.

Ocupação

Os manifestantes bloquearam a entrada da Superintendência regional do trabalho, na Rua 13 de Maio, no Centro, durante a manhã. Eles decidiram ocupar o local por tempo indeterminado, e irão dormir no local.

O superintendente regional substituto, Edmar Maciel, disse ter sido surpreendido com o , e contou que Brasília já foi avisada sobre a situação. “Fomos surpreendidos por este protesto. Nossa posição é para que não impeça o atendimento agendado”, declarou.

Do lado de fora, o protesto acontece sob gritos de “Fora Temer”, em menção ao Presidente da República. O ato é realizado na sede do Ministério do Trabalho e Emprego é considerado uma prévia para a "Greve Geral", preparada para o dia 28 de abril.

Veja também

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande) divulgou a escala médica de plantão...

Últimas notícias