Azambuja diz que Aquário segue sem definição concreta de parceria

Grupo Catarata ainda não deu resposta ao governo do Estado
| 18/04/2017
- 17:25
Azambuja diz que Aquário segue sem definição concreta de parceria

Grupo Catarata ainda não deu resposta ao governo do Estado

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) declarou, nesta terça-feira (18), que o segue sem definição de como será a PPP (parceria público-privada) com o Grupo Cataratas para retomar a obra. 

Segundo Azambuja, o grupo fez uma análise do que precisava para a conclusão da obra, mas ainda não deu resposta ao Estado. Pelas contas do governo do Mato Grosso do Sul, ainda faltam R$ 50 milhões para terminar a obra. 

“Acredito que temos que achar um meio para esse término. Mas, aquela obra teve vários equívocos. Primeiro, planejou-se R$ 84 milhões, passou-se para R$ 203 [milhões] e ainda precisa de R$ 50 [milhões]. Houve um grande equívoco no projeto e na organização da obra pelo governo anterior. É um projeto totalmente desfigurado. Não tem como errar dessa forma”, afirmou o governador durante agenda pública. 

O governador disse ainda que em um momento de dificuldade financeira, “não vai parar nenhuma obra de hospital ou obra importante para concluir o Aquário”. 

Azambuja manifesta, desde o fim de 2016, o interesse em firmar uma PPP para terminar e dividir os custos da obra deixada pelo antecessor, o ex-governador André Pucinelli e que está travada há seis .anos

O projeto do Aquário do Pantanal foi assinado pelo arquiteto Ruy Ohtake e o serviço de execução foi prestado pelas empreiteiras Proteco Construções e Egelte Engenharia.

 

Veja também

Cerca de 14 bairros do município devem passar pela regularização

Últimas notícias