Cotidiano

Em mais uma eleição, peso dos votos de professores define reitor da UFMS

Chapa 'Juntos Somos UFMS’ venceu consulta à comunidade

Wendy Tonhati Publicado em 05/08/2016, às 11h59

None
13615029_293860437671142_7000872519582492707_n.jpg

Chapa 'Juntos Somos UFMS’ venceu consulta à comunidade

Mais uma vez, o peso dos votos fez a diferença no processo de consulta à comunidade, para definir a ordem dos candidatos que vão compor a lista tríplice para à reitoria da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). A chapa 'Juntos Somos UFMS' saiu vitoriosa da consulta, por ter obtido a maioria dos votos dos professores, que tem peso de até 70% na consulta. 

Após a consulta pública, é formada uma lista com três nomes, seguindo a ordem de quem obteve mais votos. Como só há dois candidatos à reitoria, um terceiro nome deve ser indicado apenas para completar. O documento é encaminhado ao MEC (Ministério da Educação) que é quem escolhe e homologa o novo reitor. Nas últimas consultas, o nome do candidato que encabeça a lista tríplice também foram decididos por conta do peso dos voto, gerando reclamações de alunos e técnicos administrativos. 

No total dos votos, Marco Aurélio Stefanes e Alexandra Ayach Anache (Movimento por uma UFMS Diferente e Eficiente – MUDE) tiveram 469 votos de professores, 701 de técnicos administrativos e 2.259 de alunos. Marcelo Turine e  Camila Ítavo 'Juntos Somos UFMS' tiveram 596 votos dos docentes, 685 de estudantes e 2.195 entre os servidores. Consideram o peso dos votos, Turine e Camila venceram o pleito com o índice de 0,37 enquanto Stefanes e Alexandra, tiveram 0,31. 

Em mais uma eleição, peso dos votos de professores define reitor da UFMSNa página do Facebook, a chapa Movimento por uma UFMS Diferente e Eficiente – MUDE se pronunciou após a apuração. “Somos gratos por acreditarem em nosso projeto de uma universidade melhor, por sonharem com a gente a cada caminhada. Gratidão a todxs vocês. A luta pela UFMS diferente continua!

O chapa vencedora, 'Juntos Somos UFMS' escreveu: “Aceitamos este desafio por amor a UFMS. E vamos, juntos, fazer da nossa universidade um lugar melhor. Venha com a gente. A verdadeira transformação pertence a todos"

O vencedor vai gerir uma receita de R$ 593.027.134, de acordo com o PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional). A UFMS possui o quarto maior orçamento do Estado, perdendo somente para o governo do Estado, a Prefeitura de Campo Grande e o município de Dourados. 

O processo eleitoral foi está marcado por troca de acusações entre as chapas e acionamento do MPF (Ministério Público Federal) e da Justiça por conta de supostas irregularidades. As duas chapas protocolaram ações pedindo providências. 

Jornal Midiamax