Ambulatório atende mais de 150 pacientes por dia

Pacientes que procurarem atendimento nesta terça-feira (5) no ambulatório da Santa Casa de encontrarão o local fechado. A previsão é de que logo pela manhã, às 7 horas, a administração do hospital interrompa o atendimento de média complexidade. O motivo seria o vencimento do contrato de prestação de serviço entre a Santa Casa e o Município.

Conforme informações do hospital, foi enviado um comunicado para as autoridades, incluindo o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, sobre o fechamento do ambulatório.

No ofício, a ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), mantenedora da Santa Casa e a superintendência do hospital observam que as propostas remuneratórias apresentadas pelo município não contemplam o valor de custo dos serviços devidamente realizados, não estabelecem a quitação de serviços já faturados e entregues e não garantem a continuidade dos atendimentos nos próximos doze meses.

A unidade pede que o Município pague R$ 4 milhões pela prestação de serviço, sendo R4 3 milhões para os procedimentos de médica complexidade e

R$ 1 milhão para os de alta complexidade. O total seria o necessário para que o hospital consiga continuar funcionando e com a perspectiva de zerar o déficit financeiro atual. No entanto, a Prefeitura de Campo Grande pretende pagar R$ 3 milhões mensais, mas a proposta não foi aceita.

Para se ter ideia, o ambulatório da Santa Casa atende, por dia, uma média de 156 pessoas e por mês quase 5 mil pacientes.

O presidente da ABCG, Wilson Teslenco, deve dar mais detalhes sobre a suspensão dos atendimentos ambulatoriais nesta terça-feira, na parte da manhã.