Professores da Reme vão parar atividades para exigir piso salarial

Docentes pedem cumprimento da Lei Federal 
| 13/05/2015
- 00:37
Professores da Reme vão parar atividades para exigir piso salarial

Docentes pedem cumprimento da Lei Federal 

da Reme (Rede Municipal de Ensino) vão paralisar as atividades no próximo dia 19 para protestar contra a Prefeitura de Campo Grande.

De acordo com o presidente do ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública), Geraldo Gonçalves, durante recente diálogo com o prefeito Gilmar Olarte, houve recusa do Executivo em cumprir a Lei Federal 11.738/08, onde está determinado o reajuste o piso salarial dos docentes em 13,01%.

“Uma comissão da Prefeitura nos disse ontem que o reajuste é zero, mas a nossa categoria não concorda com isso. Não solicitamos reajuste, mas queremos que ele cumpra a lei e ele reclama de que não cabe mais na receita. Por isso estaremos paralisados durante um dia como advertência”, disse Geraldo. 

No mesmo dia, os professores se reunirão em Assembleia no ACP e depois seguirão para a Câmara dos Vereadores para obter apoio dos parlamentares.

Ainda de acordo com o ACP, um ofício foi encaminhado para a Prefeitura ainda no dia 1º de maio cobrando pelo cumprimento dos 13,01%, previstos na Lei.

A normal, de acordo com Geraldo, estabelece correção do piso salarial anualmente. Ao todo, hoje a rede municipal de ensino de Campo Grande conta com aproximadamente 7 mil professores.

“Vamos nos reunir para fazer um levantamento dos prejuízos da categoria, pois hoje o atual número de alunos é de 101 mil, aumentou, e isso quer dizer que houve melhora no ensino” disse. Antes, até o ano passado eram 97 mil estudantes nas escolas municipais da Capital.

Veja também

Últimas notícias