Apenas oito municípios estão ilesos até o momento

Dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, 71 correm risco de de , o que equivale a aproximadamente 90% dos municípios. A informação foi divulgada pela SES (Secretaria Estadual de Saúde) nesta quarta-feira (6).

Atualmente, apenas Batayporã, Terenos, Nioaque, Caracol, Anaurilândia, Corguinho, Bela Vista e Dois Irmãos do Buriti estão ilesos. Passados apenas quatro meses, Mato Grosso do Sul registrou 19.187 casos no ano,152 por dia, superando o número de casos de 2011, 2012 e 2014. Até o momento são quatro mortes causadas pela doença e cinco em investigação.

Confira abaixo a lista de municípios com risco de epidemia.

Estão com alto risco de epidemia 62% dos municípios do estado, em ordem de situação mais alarmante: Iguatemi, Sonora, Selvíria, Itaquiraí, Japorã, Sete Quedas, Brasilândia, Amambaí, Douradina, Laguna Carapã, Eldorado, Paranhos, Água Clara, Chapadão do Sul, Aral Moreira, Inocência, São Gabriel do Oeste, Tacuru, Naviraí, Costa Rica, Maracaju, Juti, Aparecida do Taboado, Nova Andradina, Antônio João, Coronel Sapucaia, Três Lagoas, Paranaíba, Santa Rita do Pardo, Alcinópolis, I vinhema, Mundo Novo, Glória de Dourados, Cassilândia, Guia Lopes da Laguna, , Itaporã, Ribas do Rio Pardo, Jateí, Vicentina, Angélica, Pedro Gomes, Bonito, Dourados, Jaraguari, Ladário, Rochedo, Ponta Porã e Rio Negro.

Outros 26,5% dos municípios estão em estado de alerta. São eles: Nova Alvorada do Sul, Bataguassu, Paraíso das Águas, Fátima do Sul, Bandeirantes, Caarapó, Novo Horizonte do Sul, Corumbá, Taquarussu, Camapuã, Deodápolis, Coxim, Bodoquena, Sidrolândia, Rio Verde de Mato Grosso, Rio Brilhante, Jardim, Anastácio, Miranda, Porto Murtinho, Aquidauana e Figueirão.