Cotidiano

Lideranças indígenas organizam ocupação da Funai contra a mudança de coordenadoria

Ocupação deve ocorrer na próxima segunda-feira (6)

Thatiana Melo Publicado em 02/07/2015, às 15h06

None
site_mg_3784.jpg

Ocupação deve ocorrer na próxima segunda-feira (6)

Lideranças indígenas organizam uma manifestação para a próxima segunda-feira (6) em protesto contra a mudança da coordenadoria regional da Fundação, que teve seu coordenador, Evair Borges, destituído do cargo no fim de junho.

De acordo com o cacique Branco, liderança da região de Miranda, no fim da tarde de ontem, um documento foi enviado à coordenação regional afirmando, que logo que for autorizado o nome de Evair para a coordenação regional o servidor será nomeado para o cargo.

“Não acreditamos. Queremos um documento com a nomeação de Evair”, fala o cacique que ainda explica que a luta pelo nome de Evair se dá pelo fato de ser envolvido com as questões indígenas. “Já presenciamos muitos erros ocorridos em gestões anteriores, e não queremos mais políticos na coordenação”, ressalta Branco.

Segundo informações da liderança indígena em torno de 140 pessoas, dentre 43 caciques devem ocupar o prédio da Funai, na segunda-feira. “Vamos ocupar e só iremos sair depois do documento colocando Evair como coordenador novamente da Fundação”, explica.

No dia 2 de junho, Evair Borges, teria sido nomeado como coordenador regional, depois de passar quase um ano como substituto da coordenadora Ana Beatriz Lisboa, que foi designada para ocupar cargo na Funai, em Brasília. Mas, no fim do mês de junho uma nova portaria assinada pelo então presidente da Fundação, João Pedro Gonçalves da Costa, revogava a nomeação do servidor, causando revolta nas lideranças indígenas.

“Estamos tentando diálogo por vários meios de comunicação, mas ainda sem sucesso”, diz cacique Branco.

Em Mato Grosso do Sul a população indígena é de aproximadamente 80 mil, com três coordenações espalhadas pelo Estado, em Campo Grande, Dourados e Ponta Porã. Sobre a coordenação de Campo Grande estão aproximadamente 37 mil indígenas de sete etnias, Terena, Kinikinaw, Kadiwéu, Guató, Atikun, Ofaié e Guarani.

Jornal Midiamax