Idosos foram os mais imunizados no Dia D da vacinação contra a gripe

Campanha no sábado já vacinou mais de 46 mil pessoas
| 12/05/2015
- 21:26
Idosos foram os mais imunizados no Dia D da vacinação contra a gripe

Campanha no sábado já vacinou mais de 46 mil pessoas

Os idosos foram os mais imunizados no Dia D da ção contra a gripe H1N1 promovido pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) no último sábado (9). Segundo parcial, 26.910 dos 80.080 idosos foram vacinados, o equivalente a 33,60% da meta. 46.293 (24,94%) pessoas das 185.592 que fazem parte do publico alvo foram imunizadas neste sábado.

Das 54.387 crianças, 10.585 já foram vacinadas (19,46%); das gestantes, 1.739 de 10.271 (16,93%); dos trabalhadores de saúde 2.922 de 18.710 (15,62%); puérpuras 457 de 1.688 (27,07%); 10 da população privada liberdade (0,29%), 28 funcionários do sistema prisional (4,88%) e de comorbidades 3.380 de 20.456 (16,52%).

O objetivo da Coordenadoria de Imunização da Secretaria é vacinar 80% do público-alvo  durante o período de campanha, que teve início sábado (9) e segue até 22 de maio em todas as Unidades Básicas de Saúde, das 7h às 11h e das 13h às 17h.

A gerente técnica do Serviço de Imunização da Sesau, Cássia Tiemi Kanoaka, alerta sobre a urgência da imunização contra a influenza. “A vacina segue até a próxima semana (22) e só faz efeito após 15 dias de sua aplicação. A intenção é que a pessoa já esteja imune ao vírus com a chegada do Inverno, por isso é importante não deixar para a última hora”, alerta.

O secretário municipal de Saúde, Jamal Salem, lembra que a imunização é destinada ao público de risco, que são os mais acometidos pela gripe. “A vacinação é segura e a população pode tomar a vacina tranquilamente. Só é contra-indicada para pessoas que tiveram reações alérgicas em doses anteriores ou que tenham alergia a ovos de galinha e seus derivados”.

Público-alvo

A campanha de vacinação contra a gripe abrange crianças de seis meses a menos de cinco anos de idade, pessoas com doenças crônicas, trabalhadores de saúde, população indígena e carcerária, gestantes, puérperas, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde e funcionários dos estabelecimentos prisionais. A Sesau orienta que é importante levar aos postos de saúde o cartão de vacinação e um documento de identificação.

De acordo com a coordenação da Campanha, está prevista a vacinação de 18.710 trabalhadores da saúde, 10.271 gestantes, 1.188 puérperas, 80.080 idosos, 20.456 pessoas com doenças crônicas, 20.500 crianças entre seis meses e um ano e 33.846, na faixa etária de dois a quatro anos de idade.

No ano passado, Campo Grande conseguiu superar a meta de vacinar 80% do público-alvo. Foram imunizadas 139.002 pessoas, sendo 68.315 idosos, 39.641 crianças, 21.481 trabalhadores em saúde, 6.770 gestantes, 1.241 puérperas e 1.544 indígenas. As pessoas com doenças crônicas devem apresentar também prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes que já fazem parte de programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde devem procurar unidades em que estão cadastrados.

Vírus Influenza

A transmissão do vírus influenza ocorre por meio de contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar ou através das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

Também é importante lembrar que mesmo pessoas vacinadas devem procurar imediatamente o médico ao apresentarem os sintomas da gripe, especialmente se são integrantes de grupos com maior vulnerabilidade às complicações da doença. A medida tem como objetivo possibilitar ao médico avaliar a necessidade de prescrever os antivirais específicos para a gripe, disponíveis de forma gratuita nas unidades da rede pública.

Veja também

Benefício é geralmente pago no dia 10 e deixou funcionários na dúvida

Últimas notícias