Energisa diz que moradores do Carandiru não comprovam responsabilidade por prédio

Ao todo, 50 famílias moram no prédio abandonado
| 31/07/2015
- 01:41
Energisa diz que moradores do Carandiru não comprovam responsabilidade por prédio

Ao todo, 50 famílias moram no prédio abandonado

A Energisa, empresa responsável pelo fornecimento de energia elétrica de Mato Grosso do Sul, explicou que moradores do prédio Carandiru não conseguem obter o serviço pelo fato de não possuírem documentos que comprovem responsabilidade pelo imóvel. 

As famílias iluminam os apartamentos por meio de ligações clandestinas e se revoltaram na manhã desta quinta-feira (30) depois que a empresa esteve no local e rompeu a rede.

“O fornecimento foi interrompido para garantir a segurança no local e aos clientes regulares. A empresa atua em todo o Estado no combate a furtos de energia, uma obrigação regulatória determinada pela Aneel”, explicou a empresa.

Moradores que ocupam o apartamento atearam fogo em entulhos e fecharam a Rua Jamil Basmage, localizada no Conjunto Residencial Mata do Jacinto. Ao todo, segundo a líder dos moradores, Cléria Mares, 55 famílias moram no local. 

Veja também

Carga horária dos professores será de 20h semanais e remuneração de R$ 3,2 mil

Últimas notícias