Muitos filhos foram à procura de presentes para mães

O sábado que antecede o no centro da cidade foi um tanto quanto positivo. Já no começo da manhã, a rua mais movimentada do comércio da Capital – 14 de Julho, estava cheia de filhos à procura do presente das mães. Nem ao menos o friozinho de 19 ºC impediu as pessoas de irem às compras para terem um domingo feliz.

A vendedora da banquinha de capinhas de celular e tablets disse que foi surpreendida, uma vez que o comércio, há duas semanas, não tinha uma movimentação tamanha. “Fim de semana de eventos especiais sempre lota, o brasileiro deixa sempre pra última hora, mas hoje, o comércio está bem cheio”, conta.

O militar José Carlos Rocha, de 23 anos é um destes filhos que deixou para comprar o presente de sua mãe, a dona de casa Zeene Rocha, para a última hora. “Não consegui me programar durante a semana e infelizmente deixei para vir hoje, mas não me arrependo, porque consegui encontrar a bolsa que minha mãe quer”, argumenta.

As irmãs Janice Godoy, 38 anos e Jovari Velick, 41, saíram juntas para comprar a tão sonhada fritadeira para a mãe. Segundo Janice, a mãe já queria adquirir o utensílio desde o Natal mas só agora que as irmãs conseguiram comprá-lo. “Acho que ela vai ficar muito contente e claro, fritar muitos bolinhos e fazer batata frita sem óleo na fritadeira”, brinca.

Feliz e saltitante, a auxiliar de vendas Elisa Silva, 24 anos saiu carregando no ombro, o aparelho de micro system que a mãe tanto deseja. “Estou carregando porque meu irmão vai me pegar com o carro na outra esquina e estamos muito felizes em poder presenteá-la com este som, porque ela vai amar ouvir os hinos da Igreja”, explica.

 

Saiba Mais