ANP realiza blitz contra combustível batizado nos postos de Campo Grande

Fiscalização deve seguir até sexta-feira
| 12/05/2015
- 19:28
ANP realiza blitz contra combustível batizado nos postos de Campo Grande

Fiscalização deve seguir até sexta-feira

Força tarefa da ANP (Agência Nacional de Petróleo), juntamente com PROCON/MS e Inmetro fiscalizaram na manha desta terça-feira (12), postos de combustíveis alvos de denúncias por parte de consumidores, ao todo 30 estabelecimentos devem ser fiscalizados até sexta-feira (15).

 De acordo com o chefe do escritório da ANP, Manoel Policarpo de Castro, com a força tarefa a eficácia da fiscalização é maior. “A qualidade do , que gera muita reclamação é alvo da fiscalização da agência, já que em alguns postos podemos perceber que a mistura de álcool e gasolina às vezes está em desacordo com a lei”, fala Manoel.

Segundo o chefe da agência outro ponto a ser fiscalizado é a fraude da bomba baixa. “Quando a quantidade de gasolina que entra no tanque do veículo é menor do o abastecido, o posto é advertido a fazer a regulação do equipamento, mas constatado a fraude, o proprietário pode perder a autorização de funcionamento, além de ser multado”, explica Manoel.

Os valores das multas neste caso, e no percentual de mistura de combustíveis pode variar de 50 mil a 3 milhões dependendo da classificação e reincidência. Segundo o chefe da ANP, as promoções feitas pelos postos de combustíveis nem sempre indicam fraude de combustíveis, mas a livre concorrência.

Outra vertente fiscalizada nos estabelecimentos é quanto a preços visíveis ao consumidor, e a existência de exemplares de defesa do consumidor a disposição. “Nosso papel é a fiscalização quanto à publicidade feita pelos postos e se existe veracidade no anunciado com o que está disposto nas bombas”, fala Erivaldo Marques, coordenador do Procon/MS.

 

Veja também

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Naviraí apreendeu uma arara (maracanã) abandonada por caminhoneiro devido...

Últimas notícias