O ex-presidente (PL) usou suas para criticar as invasões realizadas por manifestantes em na tarde deste domingo (8). Manifestantes depredaram prédios do Congresso Nacional, e STF (Supremo Tribunal Federal).

Bolsonaro afirmou que as “depredações e invasões de prédios públicos” ocorridos hoje “fogem à regra”. O ex-presidente também afirmou que os atos se assemelham aos “praticados pela esquerda”.

“Ao longo do meu mandato, sempre estive dentro das quatro linhas da Constituição respeitando e defendendo as leis, a democracia, a transparência e a nossa sagrada liberdade”, declarou.

Por fim, Bolsonaro disse repudiar as acusações atribuídas a ele pelo “atual chefe do executivo do Brasil”.

Interdição em Campo Grande

Manifestantes interditaram trecho da BR-163 em Campo Grande, neste domingo (8). A interdição ocorre poucas horas após manifestantes invadirem prédios do Congresso Nacional e do STF (Supremo Tribunal Federal), em Brasília.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal) a interdição começou por volta das 19h30, no 491 da BR 163, em Campo Grande.

No momento, policiais rodoviários federais estão na via negociando a liberação com os manifestantes. O órgão não informou quais as motivações da interdição.

Invasões em Brasília

Manifestantes apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que iniciaram protesto há pouco em Brasília (DF), invadiram o Congresso Nacional, em Brasília.

Do mesmo modo, outro grupo, usando cores da bandeira, ocuparam o Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo.

Por fim, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse que falou com o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), para pedir apoio policial.

“O governador me informou que está concentrando os esforços de todo o aparato policial no sentido de controlar a situação”, tuitou.