Oito homens foram presos em flagrante pela Polícia Civil por suspeita de fazer parte de uma seita nazista interestadual. O grupo se reuniu em um sítio de São Pedro de Alcântara, Florianópolis, Santa Catarina.

No encontro anual ainda tinha um integrante ‘skinhead’ internacional, conhecido por ser intolerante e de extrema direita. As prisões aconteceram na segunda-feira (14), mas o caso divulgado apenas nesta terça-feira (15), de acordo com o G1.

As investigações apontam que os criminosos escolheram a região por ser a primeira colônia alemã de Santa Catarina. No local foram encontrados revistas, panfletos e símbolos de grupos suprematistas.

Armas apreendidas

Os presos têm entre 22 a 48 anos, os nomes não foram revelados, sendo que quatro moram no Rio Grande do Sul, um em Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e outro em Portugal. Eles serão indiciados por associação criminosa e racismo.

No sítio ainda foram apreendidos uma arma, munições, equipamentos eletrônicos.

nazistas
Integrantes da seita têm entre 22 a 48 anos (Foto: Polícia Civil)

Ficha criminal

Entre os presos, dois estão fichados por homicídio e tentativa decorrente de intolerância. Um está envolvido na tentativa de morte contra judeus, no RS; e outro por duplo homicídio por disputa entre lideranças de células neonazistas.