Convicto, Bolsonaro diz ser 'quase impossível' não ganhar as eleições no primeiro turno

Além disso, o presidente da República voltou a afirmar que não deve participar dos debates no primeiro turno das eleições
| 06/06/2022
- 14:57
Bolsonaro
(Foto: Perfil oficial Jair Bolsonaro no Twitter)

Em entrevista ao canal AgroMais, da Band, nesta segunda-feira (6) o presidente Jair Bolsonaro (PL) mostrou estar convicto sobre a reeleição. Ele afirmou ser “quase impossível” que não seja contemplado já no 1º turno da eleição deste ano.

“Em havendo segundo turno, espero que haja. Ô ministros Fachin, Barroso e Alexandre de Moraes: pelo que se vê nas ruas comigo, é impossível não ter segundo turno, ou é quase impossível eu não ganhar no primeiro turno. Espero que nada de anormal aconteça. Estamos trabalhando para que flua numa normalidade as eleições”, disse o presidente.

Não satisfeito, o chefe do Executivo federal também disparou vários ataques aos ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Estratégia

Sobre os debates, Bolsonaro afirmou ainda: “é uma questão de estratégia no primeiro turno. Nenhum presidente participou [de debates]. Então, quero deixar em aberto. Se eu falar: vou participar e depois não vou, vão me atacar. Se eu [digo que] não vou e depois vou, me atacam. Então, deixo aberto. Eu vou esperar um pouco mais acontecer”, disse Bolsonaro.

Ele também criticou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: “agora, o Lula, com toda certeza, vai fazer de tudo para não comparecer a debate. Ele não vai querer participar de nada. As andanças dele pelo ele não é recebido e quando é, é vaiado”.

'Quase impossível'?

Na última pesquisa feita pelo Datafolha, a apuração apontou que 48% das intenções de votos no primeiro turno são para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O atual presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 27%. Ou seja, aparentemente é possível que o atual presidente não ganhe no primeiro turno.

Durante a pesquisa, encomendada e divulgada pelo jornal Folha de São Paulo, foram entrevistadas 2.556 pessoas pessoalmente. As entrevistas aconteceram entre quarta-feira (25) e quinta (26). O registro da pesquisa na tem número de BR-05166/2022.

Veja também

Os pedidos de realização das oitivas se deram no âmbito de uma notícia-crime

Últimas notícias