Teve alta da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) o policial penal Jorge José da Rocha Guaranho. Ele está preso sob custódia policial depois de matar o tesoureiro do PT Marcelo Arruda, em Foz do Iguaçu, no , no dia 9 de julho.

Segundo o UOL, Guaranho, que é bolsonarista e gritou palavras de ordem em apoio ao presidente antes do crime, está consciente em um leito na enfermaria da unidade.

O policial penal foi indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe e por colocar outras pessoas em risco.

Na noite de 9 de julho, ele atirou contra o guarda municipal Marcelo Arruda, que comemorava o aniversário de 50 anos com uma festa temática do PT. Arruda morreu no hospital. Após abrir fogo, Guaranho foi baleado pela vítima, que também estava armada

É esperado que nesta quarta-feira (20) o Ministério Público do Paraná ofereça denúncia à Justiça contra o policial penal. Uma coletiva de imprensa é aguardada para esta quarta.