Acordo

Bolsonaro

Miguel Vivanco, diretor executivo da Humans Right Watch, foi um dos que participaram do encontro. Em sua conta no Twitter, Vivanco publicou uma foto com Fux e escreveu que o STF “liderou a defesa da independência judicial e do Estado de Direito face aos ataques do presidente Jair Bolsonaro”.

Questionado pelo Estadão/Broadcast sobre o evento, Fux afirmou que a comunidade internacional demonstrou acreditar que o Supremo “agiu no momento certo como guardião da ” e deseja que outros tribunais da América Latina “não se subjuguem a governos”. Hoje e amanhã, Fux participa de reuniões no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em Nova York, e também tem um encontro com o secretário-geral da ONU, António Guterres.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.