Santa Casa bane o uso de respirador manual durante períodos longos no pronto-socorro

Equipamento pode causar infecção no pulmão
| 27/07/2016
- 18:56
Santa Casa bane o uso de respirador manual durante períodos longos no pronto-socorro

Equipamento pode causar infecção no pulmão

A baniu na última quinta-feira (21), a utilização inadequada, no pronto-socorro, do ambú -aparelho utilizado para respiração mecânica manual-.

O equipamento é necessário nos casos onde não é possível a utilização de ventiladores eletrônicos, como resgate ou transporte, porém sempre pelo menor tempo possível.

 

Conforme o hospital, as vantagens de um ventilador mecânico ou eletrônico sobre a ventilação manual estão relacionadas à capacidade do aparelho em dimensionar corretamente o volume e a pressão positiva necessários para cada caso. A respiração artificial invasiva (por tubo orotraqueal) deve ser mantida pelo menor tempo possível, pois o próprio tubo é fator de irritação das vias e, quase que geralmente, fonte de infecção pneumônica. 

Santa Casa bane o uso de respirador manual durante períodos longos no pronto-socorroDe acordo com a Santa Casa, o presidente da ABCG – Santa Casa (Associação Beneficente de Campo Grande), Esacheu Nascimento e o diretor técnico do hospital, Dr. Mário Madureira, reuniu-se com o médico e a enfermeira responsáveis pelo Pronto Socorro (PS) e foram tomadas as medidas necessárias para o cumprimento da determinação.

Entre as medidas estão mudanças físicas prediais no pronto-socorro, realocação de setores e algumas alterações de fluxo e atendimento para disponibilizar alguns leitos que possam ser convertidos em pontos de respiração mecânica de forma emergencial e transitória nas necessidades.

 

Veja também

Fiscalização envolve monitoramento constante para resultar na boa qualidade da água que bebemos em casa e também preservar a ictiofauna nos rios de MS

Últimas notícias