Variedades

Proprietários de carros estreiam clube de fãs com carreata e ação social

O Clube de Fãs do 500 de Campo Grande inicou as atividades neste sábado com uma ação social. O objetivo dos proprietários e ajudar entidades e trocar informações.

Tatiana Marin Publicado em 15/04/2018, às 09h41 - Atualizado em 28/04/2018, às 14h10

Clube de Fãs do 500
Clube de Fãs do 500 - Clube de Fãs do 500

Aclamado como um dos mais seguros, o 500 (ou Cinquecento) da Fiat, ganhou um clube de fãs em Campo Grande. Com carreata pela Afonso Pena e Parque dos Poderes na tarde deste sábado (14), o grupo iniciou as atividades com 25 associados. Além de unir a paixão, eles querem também ajudar a sociedade.

Proprietários de carros estreiam clube de fãs com carreata e ação social
O clube de fãs iniciou com 25 proprietários.

A idealizadora e organizadora do Elaine Cler conta que um dos objetivos do clube é difundir as qualidades do simpático carro. “É um automóvel muito seguro, econômico e tem a comodidade de ser pequeno”, enumera ela. Conforme conta, uma das associadas sofreu um acidente na Capital em que o carro teve perda total e ela saiu ilesa.

De acordo com levantamento feito por Elaine, em Mato Grosso do Sul há cerca de 120 proprietários do modelo, e ela acredita que por volta de 100 deles sejam da Capital.

De Navio

“A precursora do Cinquecento Campo Grande foi a doutora Nair, que tem 80 anos. Ela importou direto da importadora em 2008, veio de navio. E ela está aqui com a gente hoje. Ainda dirige o carro e não deixa nem o filho pegar”, relata. E adiciona que, apesar do carro ser considerado pequeno, dona Nair não deixa que o chamem de “carrinho”.

Proprietários de carros estreiam clube de fãs com carreata e ação social

500, ou Cinquecento
500, ou Cinquecento

Outro integrante do clube é um italiano que vive na Capital e também é apaixonado pelo 500. Segundo Elaine, o 500 está para os italianos assim como Fusca está para os brasileiros. E não é que ele são parecidos?

Objetivo do clube de fãs

Um dos projetos do clube de fãs é atingir a totalidade de proprietários de Campo Grande. “O clube nasceu hoje, com 25 associados, mas vamos fazer admissões mensais e evento uma vez por ano. A finalidade do clube é 100% solidária”, define Elaine. Como ação social, o grupo vai ajudar a Afrangel, instituição destinada a crianças portadoras de HIV.

Tem um Cinquecento e quer entrar para o clube? Acesse o Instagram do grupo. Eles tem apoio da Fiat e da seguradora Porto Seguro. Segundo Elaine, um modelo ‘zero’ pode ser adquirido por aproximadamente R$ 50 mil. Com alguns acessórios e opcionais chega a R$ 60 mil.

Jornal Midiamax